Autoavaliação institucional da pós-graduação: lendo nas ‘entrelinhas’

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2023.E392315

Palavras-chave:

Auto avaliação, metodologia da pesquisa, inovação, pós-graduação

Resumo

Este artigo descreve a metodologia qualitativa e quantitativa de um projeto de pesquisa em andamento. A metodologia incorpora elementos de pesquisa avaliativa, sendo todos os pesquisadores integrantes do objeto investigado. O objetivo da pesquisa foi confirmar os indicadores de Autoavaliação da Capes e interpretar as intenções implícitas e ações volitivas em direção à inovação, mentalidade experiencial e planejamento estratégico. A busca focou relatórios dos programas de pós-graduação em Educação, Saúde Coletiva e Licenciatura. O artigo descreve a metodologia dessa busca, detalha suas fases e os caminhos percorridos. As categorias foram encontradas ‘nas entrelinhas’ dos relatórios de autoavaliação (n=392) do exercício avaliativo em larga escala da Capes 2017-2020. As evidências das categorias foram identificadas e a metodologia mostrou-se eficaz para explorar dados publicamente disponíveis e capturar os impactos subjetivos do exercício avaliativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Denise Balarine Cavalheiro Leite, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Senior Researcher Cnpq/UFRGS

Porto Alegre RS Brasil

denise.leite@hotmail.com.br

https://orcid.org/0000-0002-9855-572X

Isabel Gomes de Pinho, Universidade Aveiro, Portugal

Isabel Gomes de Pinho

Universidade AVEIRO

Aveiro, Portugal

isabelpinho@ua.pt

orcid.org/0000-0003-1714-8979

Mara Regina Lemes de Sordi, Unicamp Universidade Estadual de Campinas

Mara Regina Lemes de Sordi

Professora Associada da Faculdade de Educação

Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação

UNICAMP

Campinas SP, Brasil

maradesordi14@gmail.com

https://orcid.org/0000-0003-1216-7185

Bernardo Sfredo Miorando, ERASMUS Tampere University and Eötvös Lórand University, Hungary

Bernardo Sfredo Miorando

Erasmus Scholar

Tampere University and Eötvös Lórand University

Budapest, Hungary

bernardo.sfredo@gmail.com

https://orcid.org/0000-0002-7556-1684

Referências

BRASIL. (2021). Portaria nº 122, de 5 de agosto de 2021 (Consolida os parâmetros e os procedimentos gerais da Avaliação Quadrienal de Permanência da pós-graduação stricto sensu no Brasil). Brasília: Diário Oficial da União, Nº 149, segunda-feira, 9 de agosto.

CANALS, L., BURKLE, M., & NØRGÅRD, R. T. (2018). Universities of the future: Several perspectives on the future of higher education. International Journal of Educational Technology in Higher Education, 15(46).

CAPES. (2018). Cursos Avaliados e Reconhecidos Retrieved 10 October 2022, from https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoRegiao.jsf

CAPES. (2019). Documento de Área. Área 38: Educação: MEC, CAPES, DAVES.

CAPES. (2022). Plataforma Sucupira, from https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.jsf

CAPES. (2023). Relatórios técnicos e grupos de trabalho, from https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/avaliacao/relatorios-tecnicos-e-grupos-de-trabalho

COOK, T. D., & REICHARDT, C. S. (1995). Métodos cualitativos y cuantitativos em investigación evaluativa (2ª ed.). Madrid: Morata.

Cury, J. (2010). The debate on research and evaluation in postgraduate studies in education. Revista Brasileira de Educação, 15(43), 162-165.

FALJONI-ALARIO, A., SILVA JUNIOR, C. F., BRITO, E. P. Z., GONTIJO, J. A. R., ROMERO, M. A., SANTOS, P. J. P., &CANUTO, S. R. A. (2018). Avaliação da pós-graduação: Considerações do CTC-ES. Brasília: 176ª reu- nião do CTC-ES.

GOLLWITZER, P. M. (1990). Action Phases & Mindsets The Handbook of Motivation & Cognition: Foun- dations of Social Behaviour (Vol. 2, pp. 53-92). New York: Guilford.

KELLS,, H. R. (1995). Self-study processes: A guide to self-evaluation in Higher Education (4 ed.). Greenwood: Oryx Press.

KIRSCHNER, P. A., SWELLER, J., KIRSCHNER, F., & ZAMBRANO R, J. (2018). From cognitive load theory to col- laborative cognitive load theory. International Journal of Computer-Supported Collaborative Learn- ing, 13(2), 213-233.

LEITE, D. (2022). Qualidade e avaliação: Posibilidades do contraditório em uma visão Latino-americana. Revista Educación Superior y Sociedad (ESS), 34(1).

Leite, D., & Pinho, I. (2017). Evaluating Collaboration Networks in Higher Education Research: Drivers of Excellence. New York: Springer International Publishing - Palgrave Macmillan.

LEITE, D., Pinho, I., Caregnato, C. E., & Miorando, B. S. (2018). Methodological Tracks to Study Re- search Collaboration Networks in Higher Education. In J. Huisman & M. Tight (Eds.), Theory and Method in Higher Education Research (Vol. 4, pp. 125-143). United Kingdom: Emerald.

LEITE, D., Verhine, R., Dantas, L. M. V., & Bertolin, J. C. G. (2020). A autoavaliação na Pós-Graduação (PG) como componente do processo avaliativo CAPES. [Self-evaluation of graduate programs as acomponent of the CAPES evaluation process]. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Supe- rior (Campinas), 25(2), 339-35

MELNIK, D., & KONTOWSKI, D. (2020). Experimentation in higher educa- tion must become the norm Retrieved 27 June 2020, from https://www.universityworldnews.com/post.php?story=20200624152437652

NASSI-CALÒ, L. (2022). A avaliação da pesquisa deve ir além de comparar métricas de impacto. (19 Agosto). Scielo em Perspetiva, from https://blog.scielo.org/blog/2022/08/19/a-avaliacao-da-pes- quisa-deve-ir-alem-de-comparar-metricas-de-impacto/

PASQUALI, R., & CARVALHO, M. J. S. As inovações pedagógicas nos cursos de licenciatura em Ciên- cias Naturais e Matemática a distância dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia no BRASIL. Revista Humanidades e Inovação, 8(50), 2021, p.132-156.

RUTHMAN, L. (1977). Evaluation Research Methods: A Basic Guide. Michigan: SAGE.

SANTOS, B. d. S. (1989). Introdução a uma ciência pós-moderna. Rio de Janeiro: Graal.

SERRAT, O. (2017). The Critical Incident Technique. In O. Serrat (Ed.), Knowledge Solutions: Tools, Methods, and Approaches to Drive Organizational Performance (pp. 1077-1083). Singapore: Sprin- ger Singapore.

SILVA, M. R. d. S., Luft, M. C. M. S., & OLAVe, M. E. L. (2022). Política de Autoavaliação e Perspectivas para Aprendizagem e Inovação Organizacional nos PPGs em Administração do Nordeste brasileiro. XLVI Encontro da ANPAD - EnANPAD 2022 (21-23 de set), online,

SOUZA, D. N., Costa, A. P., & Souza, F. N. (2016). Investigação Qualitativa: Inovação, Dilemas e Desafios (Vol. 3). Oliveira de Azeméis, Aveiro: Ludomedia.

SOUZA, F. N. (2010). Internet: florestas de dados ainda por explorar. Internet Latent Corpus Journal, 1(1), 2-4.

SPRINGER, J. (2023). The Value of an Experimental Mindset, from https://www.conduo.us/blog/experimental-mindset

Publicado

2023-11-23

Como Citar

LEITE, Denise Balarine Cavalheiro; PINHO, Isabel Gomes de; SORDI, Mara Regina Lemes de; MIORANDO, Bernardo Sfredo. Autoavaliação institucional da pós-graduação: lendo nas ‘entrelinhas’ . Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 39, n. 1, p. e392315, 2023. DOI: 10.30681/21787476.2023.E392315. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/11809. Acesso em: 5 mar. 2024.