PODEM FORMA E POLÍTICA ANDAR LADO A LADO?: A ESTRANHALIZAÇÃO COMO TÉCNICA NO ROMANCE A CASA NA RUA MANGO, DE SANDRA CISNEROS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/rln.v16i43.10915

Palavras-chave:

Estranhalização, Desautomatização, A casa na rua mango, Sandra Cisneros

Resumo

Constatando-se a existência de procedimentos metonímicos e metafóricos sob o olhar da protagonista Esperanza, este artigo tem como propósito identificar a estranhalização como uma técnica no romance A casa na rua mango (2020), de Sandra Cisneros.  Além de utilizar o conceito de estranhalização como procedimento de desautomatização da arte, conta-se ainda com as contribuições de nomes como Souza (2007), Culler (1999), Harris (2005) e Torres (2001) para pensar a questão da literatura e da política. Conclui-se que a estranhalização se materializa a partir da maneira como a protagonista narra o mundo, promovendo uma desautomatização de alguns sentidos preestabelecidos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ruan Nunes Silva, Universidade Estadual do Piauí

    Professor Adjunto (Dedicação Exclusiva) de Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa da Universidade Estadual do Piauí (Campus Prof. Alexandre Alves de Oliveira - Parnaíba) e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UESPI (Área de concentração: Literatura e Cultura; Linha de pesquisa: Literatura e outros sistemas semióticos). Possui doutorado em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestrado em Letras (Literaturas de Língua Inglesa) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), especialização em Língua Inglesa pela PUC-Rio e licenciatura em Letras (Português-Inglês) pela Faculdade CCAA. Cursa atualmente mestrado em Sociologia no Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Piauí. 

Referências

ACUÑA, Rodolfo. Occupied America: a history of Chicanos. New York: Longman, 2014.

CHKLÓVSKI, Viktor. Arte como procedimento. Tradução de David G. Molina. RUS, São Paulo, v. 10, n. 14, p. 153-176, 2019. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rus/article/view/153989. Acesso em: 22 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.153989

CISNEROS, Sandra. A casa na rua mango. Porto Alegre: 2020.

COSER, Stelamaris. Estudos literários e Estudos Culturais: agendas e desafios. In: BONNICI, Thomas; FLORY, Alexandre; PRADO, Márcio (Org.). Margens Instáveis: Tensões entre teoria, crítica e história da literatura. Maringá: EdUEM, 2011. P. 129-62.

CULLER, Jonathan. Teoria da Literatura: uma introdução. Tradução de Sandra Vasconcelos. São Paulo: Beca, 1999.

HARRIS, Leila. As escritoras chicanas contemporâneas: conscientização, resistência e transformação. In: BERUTTI, Eliane Borges (org.). Feminismos, Identidades, Comparativismos: Vertentes nas literaturas de língua inglesa. Rio de Janeiro: Caetés, 2005. p. 47-62.

JOHNSON, Richard. O que é, afinal, Estudos Culturais?. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). O que é, afinal, Estudos Culturais?. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014. p. 7-85.

MIGUEL, Luis Felipe; BIROLI, Flavia. Feminismo e Política. São Paulo: Boitempo, 2014.

ON BEING. Sandra Cisneros: A house of her own. Entrevistadora: Krista Tippett. Entrevistada: Sandra Cisneros. [S. l.]: The On Being Project, 13 fev. 2020. Podcast. Disponível em: https://onbeing.org/programs/sandra-cisneros-a-house-of-her-own/. Acesso em: 16 ago. 2021.

SOUZA, Eneida Maria de. Narrativas Impuras. Recife: CEPE Editora, 2021.

SOUZA, Roberto Acízelo Quelha de. Teoria da literatura. São Paulo: Ática, 2007.

TORRES, Sonia. Nosotros in the USA: Literatura, etnografia e geografias de resistência. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 2001.

Downloads

Publicado

22/06/2023

Edição

Seção

Dossiê Temático - Literatura, Gênero e Raça

Como Citar

PODEM FORMA E POLÍTICA ANDAR LADO A LADO?: A ESTRANHALIZAÇÃO COMO TÉCNICA NO ROMANCE A CASA NA RUA MANGO, DE SANDRA CISNEROS. (2023). Revista De Letras Norte@mentos, 16(43). https://doi.org/10.30681/rln.v16i43.10915

Artigos Semelhantes

1-10 de 512

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.