AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: DISCUTINDO CONCEPÇÕES, ENFOQUES E FUNDAMENTOS TEÓRICO/METODOLÓGICOS

Autores

  • Elizeth Gonzaga dos Santos Lima UNEMAT

Palavras-chave:

Avaliação, sentidos, efeitos, prática avaliativa, ensino superior.

Resumo

O objetivo deste texto é apresentar análises de diferentes  concepções  teórico-metodológicas  que  sustentam  os  processos  e  modelos de avaliação educacional e buscar subsídios para se entender  quais  os  sentidos  e  efeitos  empreendem  na  prática  avaliativa,  focalizando  o  olhar  para  o  ensino  superior,  sem  a  pretensão  de  superar  a  questão,  mas  abrir  caminhos  para  estudos  posteriores.  Ressaltamos  que  as  dimensões  da  avaliação  de  aprendizagem,  de  sistema ou institucional se aproximam pelas concepções e princípios  teóricos.  A  prática  avaliativa  exige  escolhas  que  resultarão  em  tomadas  de  decisão.  Dessa  forma,  é  importante  conhecer  as  várias  perspectivas teóricas para não tomarmos atitudes ingênuas frente aos  processos  avaliativos,  mas  fazermos  escolhas  conscientes  dos  resultados e conseqüências que podem gerar. É necessário discutir o  que  esconde  a  avaliação  educacional  e  como  os  contextos  sociais,  econômicos e culturais engendram nos sujeitos a lógica da submissão  que impede a instauração de práticas avaliativas mais democráticas e  participativas.  Assim,  a  avaliação  não  é  um  processo  neutro  desvinculado da realidade social.

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Avaliação Educacional: Regulação e Emancipação: para uma sociologia das políticas avaliativas contemporâneas. Cortez: São Paulo, 2000.

BANDIOLI, Ana (org). O Projeto Pedagógico da creche e a sua avaliação: A qualidade negociada. Campinas-SP: Autores Associados, 2004. (Coleção Educação Contemporânea)

BRAGA, Ana Maria; GENRO, Maria Elly; LEITE, Denise. Universidade Futurante: Inovação entre as certezas do passado e incertezas do futuro. In: LEITE, Denise; MOROSINI, Marília (orgs). Universidade Futurante: Produção do ensino e inovação. Campinas, SP: Papirus, 1997, p. 21-37.

CHAUÍ, Marilena. A Universidade em Ruínas. In: TRINDADE, Hélgio (org). Universidade em Ruínas: na república dos professores. Petrópolis, RJ: Vozes/Rio Grande do Sul: CIPEDES, 1999.

CONTERA, Cristina. Modelos de evalución de la calidad de la Educación Superior. Avaliação - Revista RAIES. Campinas, v. 5, n.1, mar, 2000, p. 7-18,

DIAS SOBRINHO, José. Universidade Pública e Processos de Privatização da Educação Superior: Papéis da avaliação institucional. Avaliação - Revista RAIES. Campinas, v.2, n. 4, dez. 1997. p.57-64,

______. Exames Gerais, Provão e Avaliação Educativa. Avaliação Revista RAIES. Campinas, v. 4, n. 3, set. 1999. p.27- 50.

______. Avaliação: Políticas Educacionais e Reformas da Educação Superior. São Paulo: Cortez, 2003.

______. Avaliação e Compromisso Público: A Educação Superior em Debate. Florianópolis: Insular, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 29. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

______. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, L. C. Ciclos, seriação e avaliação: confronto de lógicas. São Paulo: Moderna, 2003.

HOUSE, Ernest R. Evaluación, ética Y poder. 3.ed. Madrid: Ediciones Morata, S. L, Mejía Lequerica 2000.

______, HOWE, K. R. Valores en evolución e investigación social. Madrid: Ediciones Morata, S.L, Mejía Lequerica, 2001

LEITE, Denise. Avaliação e Tensões Estado, Universidade e Sociedade na América Latina. Avaliação -. Revista - RAIES, Campinas: v.2, n. 1 (3), mar 1997, p. 7-17.

LIMA, Elizeth G. dos Santos. Avaliação Institucional da Unemat: Entrelaçando as vozes e tecendo os fios do silêncio. Dissertação de Mestrado – UFRGS, 2002.

MARX, K. O Capital: Crítica da economia política. 3 ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988

MOROSINI, Marília C. ; FRANCO, Maria E. Dal Pai. Educação Superior e Modernidade: O pensamento veiculado na revista Educação Brasileira. ANPED, 1998.

OLIVEN, Arabela C. A Paroquialização do Ensino Superior. Petrópolis: Vozes, 1989.

REQUENA, Antonio Trinidad. La Evalución de Instituciones Educativas. El Análisis De La Facultad de Ciencias Politicas y Sociologia De La Universidad de Granada. Granada: Universidade de Granada, 1995.

RISTOFF, Dilvo Ilvo. Universidade em Foco: Reflexões sobre a Educação Superior. Florianópolis: Insular, 1999.

SANTOS, Boaventura de S. A Crítica da Razão Indolente: Contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000.

SAUL, Ana Maria. Avaliação emancipatória: desafios à teoria e à prática de avaliação e reformulação de currículo. 5 ed. São Paulo, SP: Cortez, 2000.

Downloads

Publicado

23/04/2019

Como Citar

Lima, E. G. dos S. (2019). AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: DISCUTINDO CONCEPÇÕES, ENFOQUES E FUNDAMENTOS TEÓRICO/METODOLÓGICOS. Revista Da Faculdade De Educação, 4(2), 65–89. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3558

Edição

Seção

ARTIGO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)