MEDIAÇÕES NA PERSPECTIVA DE UM CURRÍCULO EMANCIPADOR NA EDUCAÇÃO DO CAMPO: O TRABALHO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO

Autores

  • Adriana Regina Sanceverino
  • Naira Roesler Moher

Palavras-chave:

trabalho e educação, escolas do campo, mediação.

Resumo

Este artigo busca apresentar e discutir o caráter mediador do trabalho como elemento de articulação nos processos de elaboração do currículo, em particular, das escolas do campo e das pessoas que vivem do trabalho. Resulta de reflexões das autoras na educação popular consubstanciado em estudos e debates realizados em processos formativos com professores da Rede Pública de Educação. A análise visa apresentar subsídios para a ampliação dos debates em torno da rica e fecunda tradição que permeiam a teoria pedagógica e que nos desafia a encontrar os vínculos tensos entre trabalho e educação tendo em vista a centralidade do trabalho como atividade criadora. As reflexões apresentadas reiteram a necessidade de ampliação dos debates em torno da educação, enfocando os desafios postos à educação do campo, em particular, no âmbito da formação inicial e continuada de docentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ANTUNES, R. (Org.) A dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo: Expressão Popular, 2009

ARROYO, M. G. A educação básica e o movimento social do campo. In: ARROYO, Miguel G.; CALDART, Roseli S. MOLINA, Mônica C. (Orgs.). Por uma Educação do Campo. Petrópolis?RJ: Vozes, 2004.

BOTTOMORE, T. Dicionário do pensamento marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CALDART, R. S. Por Uma Educação do Campo: traços de uma identidade em construção. In: KOLLING, E. J.; CERIOLI, P. R.; CALDART, R. S. (Orgs.). Educação do Campo: identidade e políticas públicas. Brasília, DF: Articulação Nacional Por Uma Educação do Campo, 2002.

________. Por Uma Educação do Campo: traços de uma identidade em construção. In: KOLLING, E. J.; CERIOLI, P. R.; CALDART, R. S. (Orgs.). Educação do Campo: identidade e políticas públicas. Brasília, DF: Articulação Nacional Por Uma Educação do Campo, 2008.

CIAVATTA, F. M. A. O trabalho como princípio educativo - Uma investigação teórico-metodológica (1930-1960). 1990. Tese (Doutorado em Educação), PUC-RJ, Rio de Janeiro, 1990.

ENGELS, F. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. In: ANTUNES, R. (Org.) A dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

FERRETTI, C. J. MADEIRA, F.R. Educação/trabalho: reinventando o passado? Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Fundação Carlos Chagas, n. 80, p. 75-86, 1992.

FRANCO, M.L.P.B. Possibilidades e limites do trabalho enquanto princípio educativo. Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Fundação Carlos Chagas, n. 68, p. 29-38, 1989.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 32. ed., São Paulo: Paz e Terra, 2002.

FRIGOTTO, G., et. al. O trabalho como princípio educativo no projeto de educação integral de trabalhadores. São Paulo: Secretaria Nacional de Formação – CUT, 2005.

FRIGOTTO, G. A polissemia da categoria trabalho e a batalha das ideias nas sociedades de classes. In: Revista Brasileira de Educação. v.14 n. 40. jan./abr. 2009.

KONDER, L. O que é dialética. São Paulo: Brasiliense, 2000.

KUENZER, A. Z. A questão do ensino médio no Brasil: a difícil superação da dualidade estrutural. In: KUENZER, A. et al. Trabalho e educação, 2. ed. Campinas: Papirus, 1994.

________. Ensino de 2º grau. O trabalho como princípio educativo. São Paulo: Cortez, 1988.

LOSSO, A. R. S. A mediação na formação dos profissionais da educação: reflexões de uma professora-tutora. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2009.

________. Os sentidos da mediação na prática pedagógica da educação de jovens e adultos. 2012. 369 f. Tese (Doutorado em Educação), UNISINOS, São Leopoldo-RS, 2012.

LUKÁCS, G. Introdução a uma estética marxista: sobre a categoria da particularidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

MANACORDA, M. A. Marx e a pedagogia moderna. Lisboa: Iniciativas Editoriais, 1975.

________. O princípio educativo em Gramsci. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1990.

MARTINS, F. S. Organização do trabalho pedagógico e Educação do Campo. Educação. Revista do Centro de Educação, vol.33, Nº 01, UFSM, Santa Maria -RS, 2008.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2005.

MOHR, N. E. R. A formação para o trabalho no contexto do MST. 2006. Dissertação (Mestrado), UFSC, Florianópolis, 2006.

NOSELLA, P. O trabalho como princípio educativo em Gramsci. Revista de Educação, São Paulo, APEOESP, n. 4, 1989.

________. A escola de Gramsci. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1992.

SAVIANI, D. Sobre a concepção de politecnia. Rio de Janeiro, RJ: Fiocruz; Rio de Janeiro-RJ, Politécnico da Saúde. Joaquim Venâncio, 1989.

________. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. 1994. Disponível em: . Acesso em 10 de outubro de 2012.

________. O choque teórico da politecnia. Revista Trabalho, Educação e Saúde, vol. 1, 2003.

________. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação v. 12 n. 34 jan./abr, 2007.

SOUSA J. J. Princípio educativo e emancipação social - validade do trabalho e pertinência da práxis. 33ª ANPEd, Educação no Brasil: o balanço de uma década. Caxambu-MG. Outubro. 2009. Acesso em: . Acesso em 15 de outubro de 2012.

TUMOLO, P. S. Trabalho: categoria chave e/ou princípio educativo? O trabalho como princípio educativo diante da crise da sociedade do trabalho. In: Perspectiva, Florianópolis, vol. 14, n. 26, p. 39-70, jul/dez, 1996.

TUMOLO, P. S. O significado do trabalho no capitalismo e o trabalho como princípioeducativo: Ensaio de Análise Crítica. Trabalho Necessário. Revista Eletrônica, NEDATE/UFF, ano 1, n. 1, 2003.

________. O significado do Trabalho no capitalismo e o trabalho como princípio educativo: ensaio de análise crítica. In: . Acesso em 11/05/2005.

VEIGA, I. P. A. Escola, currículo e ensino. In: VEIGA, I. P. A.; CARDOSO, M. H. F. (Org.). Escola Fundamental: currículo e ensino. Campinas-SP: Papirus, 1995.

Downloads

Publicado

2019-09-27

Como Citar

SANCEVERINO, Adriana Regina; MOHER, Naira Roesler. MEDIAÇÕES NA PERSPECTIVA DE UM CURRÍCULO EMANCIPADOR NA EDUCAÇÃO DO CAMPO: O TRABALHO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 27, n. 1, p. 125–142, 2019. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3923. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

ARTIGO