O ENSINO UNIVERSITÁRIO: FORMAÇÃO E PRÁXIS DOCENTE EMANCIPADORA

Visualizações: 102

Autores

  • José Firmino de Oliveira Neto

Palavras-chave:

universidade, formação, ensinagem, apreender, emancipação

Resumo

Este artigo de revisão bibliográfica apresenta uma discussão sobre a formação de professores, se debruçando ao ensino que ocorre na sala de aula, na busca por uma formação e ensino universitário emancipador. É importante ressaltar as dificuldades, que circundam a constituição de uma formação alicerçada nesse modelo, visto as exigências do governo, por meio das políticas públicas, reafirmando que o docente deve ser mais e, portanto não deixar-se eclipsar pelos princípios neoliberais. Por fim, foi possível evidenciar que a formação e práxis emancipadora perpassam o rompimento com um modelo tradicional de ensino na Universidade, apontando para um processo de ensinagem, o qual tem como objetivo o apreender, bem como despertando para processos inovadores e criativos no interior da sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALARCÃO, I. Que bom aprender!. In: AMARAL, M. E. E.; MOROSINI, M. C. Pedagogia Universitária aprendizagem. Porto Alegre: Edi. PUC/RS, 2007. p. 145- 152.

ANASTASIOU, L. G. Docência na educação superior. In: Docência na educação superior. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. p. 147-171.

ANASTASIOU, L. G. Ensinar, aprender, apreender e processos de ensinagem. In: ANASTASIOU, L. G.; ALVES, L. P. Processos de ensinagem na universidade. Joinville/SC: Editora Univille, 2004.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9.394, 20 de dezembro de 1996.

CARVALHO, A. M. P.; GIL-PÉREZ, D. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 10. ed., São Paulo: Cortez, 2011.

CORDEIRO, T. S. C. A aula universitária, espaço de múltiplas relações, interações, influências e referências. In: CUNHA, M. I. Reflexões e práticas em pedagogia universitária. Campinas/SP: Papirus, 2007.

CONTRERAS, J. La didáctica y la autorización del professorado. In: TIBELLI, E. F. A. (et. al.). Anais do XI Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino (XI Endipe) – Concepções e práticas em formação de professores: diferentes olhares. Goiânia: DPA, 2002 (p. 11-32).

CUNHA, M. I. O professor universitário na transição de paradigmas. Araraquara: JM Editora, 1998.

CUNHA, M. I. Diálogos com as experiências: que conclusões incitam os estudos. In: CUNHA, M. I. Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. São Paulo: Junqueira e Marin, 2010. p. 291-305.

EVANGELISTA, O.; TRICHES, J. Professor: a profissão que pode mudar um país? In: EVANGELISTA, O. (Orgs.). O que revelam os slogans da política educacional. Araraquara. São Paulo: Junqueira-Marin, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FONSECA, M. Políticas públicas para a qualidade da educação brasileira: entre o utilitarismo econômico e a qualidade social. Cad. Cedes, v. 29, nº 78, p. 153-177, 2009.

GONÇALVES, K. A.; SOARES, J. I. Avaliação e o currículo no Ensino Superior: pensando a formação e a prática docente. Polyphonia, v. 23, nº 1, p. 57-70, 2012.

MAGALHÃES, S. M. O.; SOUZA, R. C. C. R. Pesquisa educacional: uma análise epistemológica da produção acadêmica sobre professores. In: Anais do XII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Centro-oeste. Goiânia, 2014, p. 1-12.

MAGALHÃES, S. M. O. Profissionalização docente no contexto da universidade pública: condução do professor à expertise. In: SOUZA, R. C. C. R.; MAGALHÃES, S. M. O. Poiésis e práxis II: formação, profissionalização e práticas pedagógicas. 2º ed. Goiânia: Editora América; Ifiteg, 2014.

MAGALHÃES, S. M. O. Afetar e sensibilizar na educação: uma proposta transdisciplinar. Linhas críticas, v. 17, nº 32, 2011. p. 163-182.

MORAIS, R. J. F. A criticidade como fundamento do humano. In: CASTANHO, S.; CASTANHO, M. E. (Orgs.). Temas e textos em metodologia do ensino superior. Campinas, SP: Papirus, 2001. p. 51-74.

NEVES, L. M. W. O professor como intelectual estratégico na disseminação da nova pedagogia da hegemonia. In: Anais da 36º Reunião Nacional da ANPEd. Goiânia, 2013. p. 1-15.

OLIVEIRA, M. R. N. S. Algumas ideias força e pontos de tensão relacional em didática, currículo e formação de professores. In: LIB NEO, J. C.; SUANNO, M. V. R.; LIMONTA, S. V. Qualidade da escola pública: política educacionais, didática e formação de professores. Goiânia: Ceped Publicações; Gráfica e Editora América: Kelps, 2013.

OSÓRIO, A. M. N. O lugar da subjetividade na formação do professor. In: SOUZA, R. C. C. R.; MAGALHÃES, S. M. O. (Orgs.). Professores e Professoras: Formação: poiésis e praxis. Goiânia: Editora da PUC-Goiás, 2011.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. Do ensinar a ensinagem. In: PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. Docência na Universidade. São Paulo: Cortez Editora, 2002. p. 203-243.

POZO, J. I.; CRESPO, M. A. G. A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5. ed., Porto Alegre: Artmed, 2009.

RANCIERE, J. O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

RODRIGUES, M. F.; KUENZER, A. Z. As diretrizes curriculares para o curso de pedagogia: uma expressão da epistemologia da prática. Olhar de professor, Ponta Grossa, v. 10, n. 1, p. 35-62, 2007.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. 4. ed., São Paulo: Cortez, 2006.

SOUZA, R. C. C. R. Formação de professores e paradigmas educacionais: contradições e utopias. . In: SOUZA, R. C. C. R.; MAGALHÃES, S. M. O. (Orgs.). Poiésis e Práxis II: formação, profissionalização e práticas pedagógicas. Goiânia: Editora América; Ifiteg, 2014.

SOUZA, R. C. C. R. Qualidades epistemológicas e sociais na formação, profissionalização e prática de professores. In: SOUZA, R. C. C. R.; MAGALHÃES, S. M. O. (Orgs.).Poiésis e Práxis II: formação, profissionalização e práticas pedagógicas. Goiânia: Editora América; Ifiteg, 2014b.

SOUZA, R. C. .C. R.; MAGALHÃES, S. M. O. A relação dialética entre (des)profissionalização e a (des)sindicalização docente. In: IV Seminário Internacional da Rede de Pesquisadores sobre Associativismo e Sindicalismo dos Trabalhadores em Educação (Rede ASTE). Rio de Janeiro, 2013. p. 1-13.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. 2. ed., São Paulo: Expressão Popular, 2011

Downloads

Publicado

2019-09-27

Como Citar

Neto, J. F. de O. (2019). O ENSINO UNIVERSITÁRIO: FORMAÇÃO E PRÁXIS DOCENTE EMANCIPADORA. Revista Da Faculdade De Educação, 25(1), 73–85. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3941

Edição

Seção

ARTIGO