ADOLESCENTE EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA, CAPACITAÇÃO PARA O TRABALHO E INSERÇÃO NO MUNDO DO TRABALHO: DESAFIOS NO CONTEXTO DE UNIDADES DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE

Autores

  • Rosa Elisa Mirra Barone
  • Amanda Maximo Silva

Palavras-chave:

adolescente em conflito com a lei, medida socioeducativa, adolescente em privação de liberdade, capacitação para o trabalho, capacitação e inserção no mercado de trabalho.

Resumo

O trabalho apresenta os desafios para a inserção do adolescente em cumprimento de medida socioeducativa no mundo do trabalho, tendo como ponto de referências as determinações expressas na base legal. A despeito da legislação, observa-se que a maior parte dos programas de capacitação para o trabalho, desenvolvidos em unidades de internação das cinco regiões do país, estão marcados pela fragilidade. As análises que consideram essa observação estão pautadas pela pesquisa documental realizada a partir dos relatórios elaborados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e resultantes do Programa Justiça ao Jovem, posteriormente denominado Programa Medida Justa.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

AMORIM, Fabrícia R. A inserção laboral do adolescente: alguns olhares sobre trabalho e identidade. UFES. Disponível em . Acesso em: 10/03/2012.

ANDRADE, Carla C. Juventude e trabalho: alguns aspectos do cenário brasileiro contemporâneo. Mercado de Trabalho [37]. Brasília. IPEA, Novembro de 2008. Disponível em: . Acesso em 05/01/2012.

ANDRADE, Marcela Silva. Os adolescentes, medidas socioeducativas e trabalho. XIII Colóquio Internacional de Psicossociologia e Sociologia Clínica, UFMG, Belo Horizonte, 04 a 07 de agosto de 2009. Disponível em: . Acesso em: 05/07/2012.

BARDAGI, Marusia, ARTECHE, Adriane e SILVA, Luca Neiva. Projetos Sociais com adolescentes em situação de risco: discutindo o trabalho e a orientação profissional como estratégias de intervenção. In: HUTZ, C (org.) Violência e risco na infância e na adolescência. Pesquisa e intervenção-SP: Casa do Psicólogo, 2005. p. 101-146.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao.

______. Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. LEI 8069/1990. Disponível em www.cedeca.org.br.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. LDBEN. Nº 9394/1996. Disponível em www.mec.gov.br.

______. Leis, decretos. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. São Paulo: Senai, 1997.

______. Lei da Aprendizagem. Nº 10.097 de 2000. Disponível em: . Acesso em: 05/01/2012

______. Presidência da República. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Sistema Nacional De Atendimento Socioeducativo - SINASE/ Secretaria Especial dos Direitos Humanos – Brasília, DF: CONANDA, 2006.

______.Plano Nacional de Educação 2011 – 2020 (Projeto de Lei.) Disponível em: . Acesso em: 05/01/2012

______. Portal do Planalto. Presidência da República. Programa Jovem Aprendiz ajuda mais de 263 mil pessoas a entrarem no mercado de trabalho. julho de 2012. Disponível em: . Acesso em: 06/10/2012

______. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). Lei nº 12.594 de 18 de janeiro de 2012. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011/2012/Lei/L12594.

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Sinopse dos Resultados do Censo de 2010. FIBGE, 2010. Disponível em: www.ibge.gov.br Acesso em 03/03/2012.

______. Conselho Nacional de Justiça. Relatórios do Programa Justiça ao Jovem. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/programas-de-a-a-z/infancia-ejuventude/programa-justica-ao-jovem> . Acesso em 19/04/2012.

______. Conselho Nacional de Justiça. Panorama Nacional: A Execução das Medidas Socioeducativas de Internação. Programa Justiça ao Jovem. CNJ: 2012.

CARDOSO, Daniel. Jovens em Liberdade Assistida e a Escola: é possível essa relação? Revista Anagrama: Revista Científica Interdisciplinar da Graduação Ano 3 - Edição 1. SP:USP, Setembro-Novembro de 2009.

COSTANZI, Rogério Nagamine (OR.). Trabalho decente e juventude no Brasil. Trabalho Brasília: Organização Internacional do Trabalho, 2009. Disponível em; . Acesso em: 05/01/2012

DIEESE. Anuário dos trabalhadores. São Paulo: DIEESE, 2005.

______. Anuário dos trabalhadores. Edição nº 10. São Paulo: DIEESE, 2009.

FOLHA DE SÃO PAULO. Jovem prioriza formação e adia entrada no mercado. São Paulo: Folha de São Paulo, Caderno A (Poder), p. 10. 09/05/2011. Disponível em: . Acesso em 10/05/2011.

FORUM BRASILEIRO E SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. 8. ed., São Paulo, 2014,.

GUIMARÃES, Nadya A. Trajetórias juvenis: um novo nicho em meio à expansão das oportunidades de trabalho? IN: ANDRADE, Francisca R. B. e MACAMBIRA, J. (Orgs.). Trabalho e formação profissional. Juventudes em Transição. Fortaleza, Instituto de Desenvolvimento do Trabalho, Universidade Estadual do Ceará / Banco do Nordeste do Brasil, 2013. p. 57-72.

GUIMARÃES, R. M. e ROMANELLI, G. A inserção de adolescentes no mercado de trabalho através de uma ONG. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 7, n. 2, p.

IPEA. Comunicados do IPEA nº104 – Natureza e dinâmica das mudanças recentes na renda e na estrutura ocupacional brasileira. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em 21/02/2013.

LAGO, Jaqueline. Inclusão produtiva e adolescentes em conflito com a lei: Análise sobre desafios e perspectivas em unidades socioeducativas de internação. Dissertação de Mestrado (Educação, cultura e organizações sociais) Fundação Educacional de Divinópolis – FUNEDI, Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, 2010.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. A Carta de 1988 e a educação profissional e tecnológica: interpretação de um direito e balanço aos vinte anos de vigência. Competência: Revista da Educação Superior do Senac-RS, v. 1, 2008, p. 11-28.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Regras de Beijing. Disponível em: . Acesso em: 10/01/2012

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. La OIT llama a invertir en oportunidades de trabajo para los jóvenes. OIT, 2012. Disponível em; <http://www.oitbrasil.org.br> . Acesso em 09/08/12.

PEREGRINO, Monica. Juventude, trabalho e escola: elementos para análise de uma posição social fecunda. Cadernos Cedes, Campinas, vol. 31, n. 84, p. 275-291, maio-ago. 2011. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br> . Acesso em: 06/02/2012.

POCHMANN, Marcio. Emprego e desemprego dos jovens no Brasil nos anos 90. Disponível em: . Acesso em: 05/01/2012.

______. A batalha pelo primeiro emprego: as perspectivas e a situação atual do jovem no mercado de trabalho brasileiro. São Paulo: Publisher Brasil, 2000.

______. Juventudes em transição para a sociedade pós-industrial. In: AN- DRADE, Francisca R. B. e MACAMBIRA, J. (Orgs.). Trabalho e formação profissional. Juventudes em Transição. Fortaleza, Instituto de Desenvolvimento do Trabalho, Universidade Estadual do Ceará / Banco do Nordeste do Brasil, 2013. p. 37-55.

RITTER, Carolina. O mercado de trabalho para o adolescente em conflito com a lei: a economia solidária como alternativa de inserção em Santo ngelo. Dissertação de Mestrado (Serviço Social). Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUC-RS. 2010.

VIEIRA, Joice Melo. Demografía de la juventud y derechos: Los adolescentes en conflito com la leye nel Brasil. Santiago, CEPAL. Notas de población (93), 2011, p.5

VOLPI, Mario (Org.). O adolescente e o ato infracional. São Paulo, Cortez Editora, 2010. p. 16.

Downloads

Publicado

2019-09-27

Edição

Seção

ARTIGO

Como Citar

ADOLESCENTE EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA, CAPACITAÇÃO PARA O TRABALHO E INSERÇÃO NO MUNDO DO TRABALHO: DESAFIOS NO CONTEXTO DE UNIDADES DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 155–176, 2019. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3957.. Acesso em: 24 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 413

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.