POLÍTICAS EM EDUCAÇÃO NA FABRICAÇÃO DE SUJEITOS GOVERNÁVEIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/2178-7476.2019.31.5773

Palavras-chave:

governamento, . governamentalidade neoliberal, políticas educacionais

Resumo

Neste artigo objetiva-se problematizar aspectos dos processos de subjetivação colocados em ação por políticas educacionais de municípios que aderem aos sistemas de ensino privado. Trata de modo específico, da compra do Sistema Educacional Família e Escola (SEFE), pela Rede Municipal de Educação de Florianópolis (SC), entre 2009 e 2014. Problematizar a constituição de subjetividades pressupõe compreender que o sujeito é forjado por meio de relações de “saber-poder” que se fundamentam e se estabelecem por meio de acontecimentos históricos. Nessa perspectiva, tomam-se narrativas de oito professores que em suas escolas foram conduzidos pelos caminhos do referido Sistema. A principal ferramenta é a categoria de governamento compreendida, nos termos de Foucault, como condução das condutas alheias que objetificam as pessoas conduzidas. Se o governamento busca fabricar um sujeito que atue de forma mecânica, se autogovernando pelo SEFE, também é possível localizar indícios da vontade de os docentes serem “conduzidos” de outras formas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ADRIÃO, T. et al. Uma modalidade peculiar de privatização da educação pública: a aquisição de “sistemas de ensino” por municípios paulistas. Revista

Educação e Sociedade. Campinas, v. 30, n.108, out, 2009, p. 799-818.

ALBERTI, V. Ouvir contar: textos em história oral. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

BITTENCOURT, C. Livros didáticos de história: práticas e formação docente. In:

DALBEN, Ângela I. L. de F. et al. (Org.). Convergências e tensões no campo da

formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 544-564.

CASTRO, E. Biopolítica y gubernamentalidad. Revista Temas & Matizes. Cascavel, v. 6, n. 11, jan-jul, 2007, p. 8-18.

DÁLIA. Entrevista. Florianópolis, 23 de nov. de 2012.

DIÁRIO de campo. Florianópolis, 2012.

EDITAL Pregão Presencial nº 024/SMAP/DLC/2012. Florianópolis, 2012.

FAZENDA, I. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. São Paulo: Loyola, 1993.

FOUCAULT, M. História da Sexualidade I: a vontade de saber. 11. ed. Rio de

Janeiro: Graal, 1993.

FOUCAULT, M. Segurança, território e população: Curso dado no Collège de France

(1977-1978). São Paulo: M. Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 29. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2011.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 39. ed. Petrópolis: Vozes, 2011a.

FRUTUOSO, A. S. de A. O sistema apostilado na rede municipal de ensino de

Florianópolis: “caminho” para medidas privatistas e desvalorização da educação. 2014. 289f. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis,

UFSC, 2014.

GADELHA, S. Empresariamento da sociedade e governo da infância pobre.

Revista Colombiana de Educación. Bogotá, n. 65, jul-dez, 2013, p. 215-237.

GÉRBERA. Entrevista. Florianópolis, 23 de nov. de 2012.

GORE, J. M. Foucault e Educação: fascinantes desafios. In: SILVA, T. T. da

(Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 1994,

p. 9-20.

HORTÊNCIA. Entrevista. Florianópolis, 22 de nov. de 2012.

LAZZARATO, M. As revoluções do capitalismo: a política no Império. Rio de

Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LÍRIO. Entrevista. Florianópolis, 22 de nov. de 2012.

MARGARIDA. Entrevista. Florianópolis, 3 de dez. de 2012.

MARSHALL, J. Governamentalidade e educação liberal. In: SILVA, T. T. da

(Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 1994, p. 21-34.

ROSA. Entrevista. Florianópolis, 29 de nov. de 2012.

SARAIVA, K.; VEIGA-NETO, A. Modernidade líquida, capitalismo cognitivo e educação contemporânea. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 34, n. 2,mai-ago, 2009, p. 187-201.

VIOLETA. Entrevista. Florianópolis, 3 de dez. de 2012.

Downloads

Publicado

2019-09-27

Edição

Seção

ARTIGO

Como Citar

POLÍTICAS EM EDUCAÇÃO NA FABRICAÇÃO DE SUJEITOS GOVERNÁVEIS. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 57–73, 2019. DOI: 10.30681/2178-7476.2019.31.5773. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3852.. Acesso em: 19 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 93

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.