O PNAIC NA PERSPECTIVA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS INCLUSIVAS E SUA IMPLEMENTAÇÃO EM ESCOLAS RIBEIRINHAS DO MUNICÍPIO DE MANAUS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/2178-7476.2019.31.93112

Palavras-chave:

PNAIC, escolas ribeirinhas, políticas educacionais inclusivas

Resumo

Neste artigo refletimos sobre o processo de implementação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, política pública que prevê a alfabetização das crianças até os oito anos de idade, nas escolas ribeirinhas do Município de Manaus considerando o contexto da inclusão. Baseado em pesquisa descritiva qualitativa, os dados foram obtidos em levantamento documental e bibliográfico a luz das políticas educacionais para a inclusão. Foram identificadas 61 escolas na área ribeirinha de Manaus. As noções foucaultianas da biopolítica e outras advindas das políticas educacionais inclusivas nos auxiliaram a entender o alinhamento do PNAIC com as políticas públicas de inclusão como uma nova prática de governamentalidade das populações ribeirinhas. As barreiras para a garantia do direito ao acesso e permanência nas escolas e ao Atendimento Educacional Especializado aos estudantes; as dificuldades no deslocamento e o desconhecimento dos alunos e familiares dos seus direitos são importantes questões que necessitam ganhar visibilidade.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ALMEIDA, M. E. As vozes que emergem do pacto federativo: O Pacto Nacional

pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) em foco e suas implicações na cidade do Rio de Janeiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação).

ARROYO, M. G. Fracasso/Sucesso: um pesadelo que perturba nossos sonhos.

Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 71, p. 33-40, jan. 2000.

AZEVEDO, S. Políticas públicas: discutindo modelos e alguns problemas de

implementação. In: SANTOS JÚNIOR, O. A. (et. al.). Políticas públicas e gestão

local: programa interdisciplinar de capacitação de conselheiros municipais.

Rio de Janeiro: FASE, 2012.

BARROS. O. F. Políticas públicas em educação ribeirinha na Amazônia: a contribuição das Diretrizes Operacionais para a Educação Rural do campo. XVIII

EPENN- Natal/RN, 2007.

BASTOS, P. I. T. As ações gestoras para a efetivação das metodologias do

PNAIC na prática docente / Paulo Itaciomar Teles Bastos . -- 2016. 121 f.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil.

Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei das diretrizes e bases

da educação nacional. Diário Oficial da União, Poder Executivo. Brasília, DF,

dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na

Perspectiva da Educação Inclusiva, 2008.

BRASIL, Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Dispõe sobre a Lei Brasileira

de Inclusão da Pessoa com. Deficiência. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm > . Acesso em : 04

ago. 2017. BRASIL. Ministério da Educação e Cultura.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 010172 de 09 de Janeiro de 2001.

Regulamenta o Plano Nacional de Educação 2001-2020 e dá outras providências. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/L10172.pdf. Acesso dia 05 de out. 2018.

BRASIL. Portaria nº 867 de 4 de julho de 2012a. Institui o Pacto pela Educação na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. Disponível em: www.pacto.gov.br. Acesso em: 06 jun. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual do PNAIC. 2012. Disponível em:

http://pacto.mec.gov.br/images/pdf/pacto_livreto.pdf>. Acesso em: 01 de

nov. de 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa. Ano 01: Unidade 01. Currículo na alfabetização: concepções e princípios: Brasília: DF, 2012a.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa. Ano 01: Unidade 02.

Planejamento escolar: alfabetização e ensino da língua portuguesa. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Diretoria de Apoio à Gestão

Educacional. Brasília: MEC, SEB, 2012b.

BRASIL. Caderno de Educação Especial: a alfabetização de crianças com

deficiência: uma proposta inclusiva. Brasília: MEC, SEB, 2012d.

BRASIL Ministério da Educação. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade

Certa. Brasília: DF, 2014.

BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Educação Inclusiva. Brasília: MEC, SEB, 2014a.

BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Apresentação.

Brasília: MEC, SEB, 2014b.

BRASIL. Ministério da Educação. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). Manual do Pacto –. Distrito Federal: MEC, 2013.

BRASIL. Resolução nº 12, de 8 de maio de 2013. Altera dispositivo da Resolução CD/FNDE nº 4, de 27 de fevereiro de 2013. Disponível em: https://

www.fnde.gov.br/fndelegis/action/UrlPublicasAction.php?acao=abrirAtoPublico&sgl_tipo=RES&num_ato=00000012&seq_ato=000&vlr_ano=2017&sgl_orgao=CD/FNDE/MEC.

BRASIL. IBGE. Censo demográfico, 2018.

FERNANDES, W. R. Educação em Saúde na Terceira Idade: discursos e ações no

município de Lages, SC, a partir da noção de vulnerabilidade/Wania Ribeiro

Fernandes - 2008.

FISCHER, R. M. B. Foucault revoluciona a pesquisa em educação? Perspectiva.

Florianópolis, v. 21, n. 2, 2003, p. 371-389.

FIMYAR. O. Governamentabilidade como Ferramenta Conceitual na Pesquisa

de Políticas Educaionais. In: Educação & Realidade - Porto Alegre v. 34 n. 2 p.

-294 mai/ago. 2009.

FOUCAUL. M. As Palavras e as Coisas. Trad. Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FOUCAULT. M. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Trad. Laura F. A. Sampaio. Campinas:

Loyola, 2012.

FOUCAULT.M. Microfísica do poder. (Org.) Tradução Roberto Machado. 26 ed.

São Paulo: Graal, 2013.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4. ed. São Paulo: Altas, 1994.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Ministério da Educação. Mapa do Analfabetismo no Brasil/2000. Disponível

em: <http://www.enem.inep.gov.br/>. Acessado em setembro de 2018.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MANTOAN. M. T. E. Inclusão escolar: o que é? por quê? como fazer? /

Maria Teresa Eglér Mantoan. —São Paulo : Moderna, 2003. — (Coleção cotidiano escolar).

MINAYO, M. C. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, Vozes, 2010.

MORTATTI. M do R. L. Alfabetização no Brasil: conjecturas sobre as relações

entre políticas públicas e seus sujeitos privados. Revista Brasileira de Educação, v.15, n. 44, maio/ago., 2010, p. 329- 410.

Moura, T. M. de. Foucault e a escola [manuscrito]: disciplinar, examinar, fabricar / Thelma Maria de Moura. - 2010.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO/SEMED. Documento Base para o

Plano Municipal de Educação – 2015/2025. Disponível em: http://www2.

manaus.am.gov.br/docs/portal/secretarias/fme/Documento%20Base%20

PME%20junho%202015.pdf – Acesso em 28 de março de 2018.

SOARES, Magda. O que é letramento e alfabetização. In ______. Letramento:

um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica,

SOUZA, A. B. Investigação em educação. Livros Horizonte, Lisboa, 2009.

TEIXEIRA, A. Educação não é privilégio. 3. ed. São Paulo: Cia. Editora Nacional,

Downloads

Publicado

2019-09-27

Edição

Seção

ARTIGO

Como Citar

O PNAIC NA PERSPECTIVA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS INCLUSIVAS E SUA IMPLEMENTAÇÃO EM ESCOLAS RIBEIRINHAS DO MUNICÍPIO DE MANAUS. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 93–112, 2019. DOI: 10.30681/2178-7476.2019.31.93112. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3854.. Acesso em: 21 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 138

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.