IMPLICAÇÕES DA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA PARA A GESTÃO E AUTONOMIA DA EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT

Autores

  • Marilda de Oliveira Costa
  • Heloisa Salles Gentil
  • Fernanda Sortica de Farias Lima
  • Karine Alves Costa

Palavras-chave:

Parceria público-privada, gestão educacional, autonomia.

Resumo

Este texto focaliza a parceria público-privada entre o Município de Cáceres-MT e o Instituto Ayrton Senna (IAS) e tem por objetivo discutir as implicações do Programa Gestão Nota 10 (2005-2009) para a gestão do sistema educacional com desdobramentos em relação à autonomia no trabalho de gestores da Secretaria Municipal de Educação, gestores e professores de uma escola da rede pública municipal selecionada para a pesquisa. Trata-se de pesquisa de abordagem qualitativa, cujos dados foram obtidos por meio de entrevista semi-estruturada, análise de documentos e estudos bibliográficos. Os resultados evidenciam que a referida parceria possibilitou a implementação de princípios da administração empresarial na gestão educacional e indicam o cerceamento da autonomia de gestores municipais e escolares e de professores da escola pesquisada.

Referências

ADRIÃO, Theresa; PERONI, Vera. et. al. Análise das consequências de parcerias firmadas entre municípios brasileiros e o Instituto Ayrton Senna para a oferta educacional. CNPQ, UNESP, 2010 (Relatório de Pesquisa).

ARRUDA, Gabriel Pinto de. Um Trecho do Oeste Brasileiro. Rio de Janeiro: Borsoi & Cia, 1938.

BAHIA, Secretaria de Estado de Educação. Gerenciando a Escola Eficaz: conceitos e instrumentos de Gestão Escolar. Salvador-BA: Secretaria de Estado da Educação, Global, 2000, v. I.

BIENNÈS, D. Máximo. Uma Igreja na Fronteira. São Paulo: (s.edit.), 1987.

COSTA, Marilda de O. Concepções de gestão nos programas do Instituto Ayrton Senna no contexto de alterações no papel do Estado e da sociedade civil. Porto Alegre. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2011, 346 p. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

INSTITUTO AYRTON SENNA. Sistemática de Acompanhamento Gestão Nota 10, 2006; 2007; 2008.

JANUÁRIO, Elias. Caminhos da Fronteira: educação e diversidade em escolas da fronteira Brasil-Bolívia Cáceres – MT, UNEMAT Editora, 2004.

LEITE, Luis-Philippe Pereira. Vila Maria dos meus amores. Cuiabá: IHGMT, 1978.

LÜCK, Heloísa. Concepções e processos democráticos de gestão educacional. 5. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. Vol. 2. Série: Cadernos de Gestão.

MENDONÇA, Erasto Fortes. A regra e o jogo: democracia e patrimonialismo na educação brasileira. Campinas, SP: FE/ UNICAMP; R. Vieira, 2000.

RODRIGUES, Neidson. Por uma nova escola: o transitório e o permanente na educação. 11 ed. São Paulo: Cortez, 1997.

Entrevistas

ENTREVISTADO A. Coordenadora Pedagógica da “Escola Municipal Mato Grosso”, entre 2002 e 2007 e de 2008 a 2009. Entrevista concedida a Marilda de Oliveira Costa, em 08 de dezembro de 2009.

ENTREVISTADO B. Diretora da “Escola Municipal Mato Grosso”, de novembro de 2000 a 2009. Entrevista concedida a Marilda de Oliveira Costa, em 14 de abril de 2009.

ENTREVISTADO C. Professora da “Escola Municipal Mato Grosso”. Entrevista concedida a Fernanda Sortica de Farias Lima, em dezembro de 2009.

Downloads

Publicado

20/09/2019

Como Citar

Costa, M. de O., Gentil, H. S., Lima, F. S. de F., & Costa, K. A. (2019). IMPLICAÇÕES DA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA PARA A GESTÃO E AUTONOMIA DA EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT. Revista Da Faculdade De Educação, 18(2), 183–208. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/4014

Edição

Seção

ARTIGO