ANÁLISE DA RETENÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: UM ESTUDO DE CASO EM UM CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2020.34.1538

Resumo

Os altos índices de evasão e retenção no ensino superior a algum tempo é de conhecimento comum, principalmente no que tange aos cursos de ciências exatas e tecnologia. Mesmo antes dos estudos mostrarem dados sobre este tema, a experiência docente já estava familiarizada com esse fenômeno. No entanto, tais estudos realizam um relevante papel subsidiando aos gestores com informações que os auxiliem na elaboração de planos de ações ao combate à retenção. Enquanto a evasão possui diversas definições que se tornam similares em sua interpretação, a retenção tem um entendimento discrepante a cada estudo, o que se reflete na maneira de analisá-la. Este estudo propõe a utilização uma matriz de análise da retenção que contempla diversas e possíveis situações pelas quais um aluno possa ser retido em uma disciplina e possibilite uma melhor compreensão do fenômeno, utilizando um curso de Sistemas de Informação de uma instituição pública como estudo de caso.

Biografia do Autor

Léo Manoel Lopes da Silva Garcia, UNEMAT, Cáceres/MT, Brasil.

Mestre em Ciências da Computação. Docente na Universidade do Estado de Mato Grosso. Barra do Bugres – MT, Brasil.l

Daiany Francisca Lara, UNEMAT, Cáceres/MT, Brasil.

Mestre em Informática. Docente na Universidade do Estado de Mato Grosso. Barra do Bugres – MT, Brasil.

Franciano Antunes, UNEMAT, Cáceres/MT, Brasil.

Mestre em Ciências da Computação. Docente na Universidade do Estado de Mato Grosso. Cáceres – MT, Brasil.

Referências

ASSIS, C. F. Estudo dos fatores que influenciam a evasão dos alunos nos Cursos Superiores de Tecnologia de uma Instituição de Ensino Superior Privada. Dissertação Mestrado Profissional em Administração Fundação Cultural Dr. Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo, 2013.

BOSSE,Y.;e GEROSA,A.Reprovações e Trancamentos nas Disciplinas de Introdução à Programação da Universidade de São Paulo:Um Estudo Preliminar.XXIII WEI. PE,Jul. 2015.

CAMPELLO, A. V. C.; LINS L. N. Metodologia De Análise E Tratamento Da Evasão E Retenção Em Cursos De Graduação De Instituições Federais De Ensino Superior. XXVIII Encontro Nacional de Engenharia De Produção. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, outubro de 2008.

CAVALCANTI, I. T. N. et al. Desempenho acadêmico e o sistema de cotas no ensino superior: evidência empírica com dados da Universidade Federal da Bahia. Avaliação (Campinas), Sorocaba , v. 24, n. 1, p. 305-327, May 2019.

CESARINO, M. A.N. et al. Retenção de Alunos Por Infrequência, Aproveitamento E Trancamento de Matrícula no Curso de Graduação de Biblioteconomia da Universidade Federal de Minas Gerais. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, V. 16, N. 2, P. 159-190, Set. 1987.

COMISSÃO ESPECIAL DE ESTUDOS SOBRE EVASÃO – CEESE (MEC/ANDIFES /ABRUEM/SESU). Diplomação, Retenção E Evasão Nos Cursos De Graduação Em Instituições De Ensino Superior Públicas. Brasília, 1996.

FERREIRA, M. Determinantes do Rendimento Académico no Ensino Superior. Revista Internacional d ?Humanitats 15 jan-abr 2009.

GIRAFFA, L.M.M.; MORA, M.C. Evasão na disciplina de algoritmo e programação: um estudo a partir de fatores intervenientes na perspectiva do aluno. III CLAES . Mexico.2013.

LAMERS, J. M. S. et al. Retenção e Evasão no Ensino Superior Público: Estudo de Caso em um Curso Noturno de Odontologia. Educ. rev., Belo Horizonte , v. 33, e154730, 2017.

LAUTERT, L. V. dos S.; ROLIM, M.; LODER, L. L. Investigando processos de retenção no âmbito de um curso de engenharia elétrica. In: COBENGE, 39., 2011.

LOBO, R. L. et al. A Evasão No Ensino Superior Brasileiro. Cadernos de Pesquisa, V. 37, N. 132, P. 641-659, Set./Dez. 2007.

MEC – Ministério da Educação e Cultura “Diplomação, Retenção e Evasão nos cursos de Graduação em Instituições de Ensino Superior Públicas”. Brasília. 1997.

NASCIMENTO, K. S. Análise do Índice de Reprovação e Evasão na Disciplina de Cálculo Diferencial e Integral I da UFCG –Cuité. Anais III CONAPESC, V. 1, 2018.

OLIVEIRA, M. C. A., RAAD, M. R. A existência de uma cultura escolar de reprovação no ensino de Cálculo. BOLETIM GEPEM | Nº 61 – JUL. / DEZ. 2012 | 125–137.

PARKER, J.D.A. et al. Emotional intelligence and academic success examining the transition from high school to university. Personality and Individual Differences, 36, 163-172. 2004.

PEREIRA A. S. et al. Principais Características dos Alunos Retidos dos Cursos de Graduação Presencial Da Universidade Federal do Espírito Santo. Revista GUAL, Florianópolis, v. 9, n. 2, p. 238-259, maio 2016.

QUEIROZ,L. S. et al. A lei de cotas na perspectiva do desempenho acadêmico na Universidade Federal de Uberlândia. Rev. Bras. Estud. Ped., Brasília , v. 96, n. 243, p. 299-320, Aug. 2015.

RIOS, J. R. T.; SANTOS, A. P. dos; NASCIMENTO, C. Evasão e retenção no ciclo básico dos cursos de engenharia da Escola de Minas da UFOP. In: COBENGE, 29, 2001, Porto Alegre.

RISSI, M. C.; MARCONDES, M. A. S. (orgs). Estudo sobre a reprovação e retenção nos cursos de graduação - 2009. Relatório. Londrina: UEL, 2011.

RISSI, M. C.; MARCONDES, M. S. Reflexão sobre a reprovação, retenção e evasão na UEL: retenção 2010, reprovação 2010 a 2012, evasão 2003 a 2012 nos cursos de graduação. 2013.

SAMPAIO, A. L.; BANDEIRA, W. A. Avaliação de Práticas Pedagógicas Inovadoras em Curso de Graduação em Sistemas de Informação. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, vol. 11, núm. 1, 2013, pp. 104-121.

SANDER, R. H. A systemic analysis of affirmative action in american law schools. Stanford Law Review, Stanford, v.57, n.367, p.57-367, nov.2004.

SILVA F. et al. A evasão no ensino superior brasileiro. Cad. Pesqui., São Paulo, v.37, n.132, p.641-659, 2007.

SOWELL, T. Affirmative action around the world: an empirical study. New Haven: Yale University Press, 2004.

UFES. Universidade Federal do Espírito Santo. 2013. Disponível em: http://www. graduacao.ufes.br/sites/graduacao.ufes.br/files/field/anexo/sistemas%20de%20informacao.pdf

VANZ, S. A. et al. Evasão e retenção no curso de Biblioteconomia da UFRGS. Avaliação (Campinas), Sorocaba , v. 21, n. 2, p. 541-568, July 2016.

YAMAGUCHI, K. L.; SILVA, J. S. Avaliação das Causas de Retenção em Química Geral na Universidade Federal Do Amazonas. Quím. Nova, São Paulo, v. 42, n.3, p.346-354, mar.2019.

Downloads

Publicado

2021-01-11

Como Citar

Silva Garcia, L. M. L. da, Lara, D. F., & Antunes, F. (2021). ANÁLISE DA RETENÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: UM ESTUDO DE CASO EM UM CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Revista Da Faculdade De Educação, 34(2), 15–38. https://doi.org/10.30681/21787476.2020.34.1538

Edição

Seção

ARTIGO