A programação de computadores como estratégia metacognitiva e suas possibilidades para o ensino da matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2023.E392302

Palavras-chave:

Estratégias Metacognitivas, Programação de Computadores, Ensino de Matemática

Resumo

Este artigo visa realizar um estudo sobre a metacognição, identificando suas relações com o processo de ensino e aprendizagem, a programação de computadores e o ensino da matemática. Inicialmente, tratamos de fazer uma revisão sobre o tema da metacognição, abrangendo seus principais conceitos e princípios. Em seguida, destacamos as contribuições dos conhecimentos e estratégias metacognitivas no âmbito educacional. Em um terceiro momento, discutimos a utilização da programação de computadores como estratégia metacognitiva. Por fim, propomos e analisamos o ensino de programação como estratégia metacognitiva possível de ser utilizada no ensino da matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nayara Poliana Massa, Universidade Federal de Uberlândia

Doutoranda em Educação (Universidade Federal de Uberlândia, 2021-2024). Mestre em Inovação Tecnológica (Universidade Federal do Triângulo Mineiro, 2019). Especialista em Gestão de Tecnologia da Informação (2015). Graduada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Instituto Federal do Triângulo Mineiro (2014). Atualmente trabalha como Técnica de Laboratório de Informática no Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberaba, atuando junto à Coordenação de Ensino em atividades do Laboratório de Cultura Maker Agroeduca Lab IFMaker. Desenvolve pesquisas nas áreas de: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação no processo de ensinar e aprender Matemática.

Guilherme Saramago de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Professor Associado da Universidade Federal de Uberlândia, lotado na Faculdade de Educação - FACED/UFU - onde desenvolve ações de Ensino, Pesquisa, Extensão e Administração, na Graduação e nos Programas de Pós-Graduação Acadêmico (mestrado e doutorado) e Profissional (mestrado). Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (1986). Graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia (1991 - OAB/MG 82057). Graduado em Matemática pela Universidade de Uberaba (2009). Mestre em Ensino Superior pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1997). Mestre em Inovação e Sistemas Educativos pela Universidade Autônoma de Barcelona (1999). Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (2009). Líder do Grupo de Pesquisa em Educação Matemática e Tecnologias Digitais no Ensino - GRUPEM-UFU. Membro do Corpo Editorial das Revistas GeTeC: Gestão, Tecnologia e Ciências; Cadernos da Fucamp; InterSciencePlace. Membro do Corpo Editorial da Editora FUCAMP. É integrante do quadro de avaliadores de Cursos superiores presenciais e a distância do INEP/MEC. Foi Diretor de Ensino da Universidade Federal de Uberlândia (Janeiro de 2017 a Janeiro de 2021). Atuou como Professor da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Exerceu as funções de Supervisão Escolar e Direção de Escola de Educação Básica. Foi Assessor Técnico Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação e Secretário Municipal de Educação Interino - Uberlândia MG. Tem experiência Acadêmica e Profissional na Educação Escolar e Educação Não-Escolar, atuando, principalmente, nas seguintes temáticas: Docência Universitária, Direito Constitucional e Administrativo, Direito Educacional, Educação Matemática, Educação Especial e Inclusiva, Formação de Professores, Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Gestão Escolar, Coordenação Pedagógica, Políticas Educacionais, Ensino Aprendizagem, Metodologias de Ensino, Avaliação, Currículo, Planejamento, Projetos Pedagógicos, Educação a Distância e Educação Empresarial e Organizacional.

Anderson Oramisio Santos, Universidade Federal de Uberlândia

Possui Graduação em Estudos Sociais(Historia e Geografia) pelo Centro Universitário do Triângulo(1988), Graduação Plena em Pedagogia pela Faculdade Alfredo Nasser (2010), Graduação Plena em Matemática(2017). Especialização Lato sensu em Psicopedagogia pela Faculdade de Educação São Luis de Jaboticabal(2001) - Especialização Lato sensu em Supervisão e Inspeção Escolar pela Faculdade Católica de Uberlândia (2008/2009) - Especialização Lato sensu em Pedagogia Empresarial pela UNIFENAS (2009). Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (2013). Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (2019) - Pós-Doutorado em Educação / Formação de Professores - Psicologia da Educação Matemática, pela Universidade Federal de Uberlândia (2021). Professor Adjunto do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Jataí - GO.Tem experiência na área da Educação, com ênfase em Tópicos Específicos de Educação Escolar e não Escolar, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática - Ensino - Aprendizagem Educação a Distância - Tutoria presencial e a distância, Metodologias de Ensino em Matemática na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, Formação de Professores, e Gestão Escolar, Psicopedagogia e Avaliação da Aprendizagem. Avaliador do MEC/INEP - BNI. Avaliador de projetos de Inovação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Fundação Araucária (PIBITI 2017/2018) - Instituto Federal do Paraná, Membro do Conselho Executivo Permanente e parecerista da Revista Etinerarius Reflections da Universidade Federal de Goiás - Campus Jataí. Avaliador e parecerista "Ad hoc" da Revista Valore - Faculdade Sul fluminense - Rio de Janeiro. Atuando como tutor presencial e a distância CEAD/UFU em cursos de extensão, graduação e especialização lato sensu.

Juliana Rosa Alves Borges, Universidade Federal de Uberlândia

Possui Licenciatura Plena em Matemática - Faculdades Integradas de Patrocínio (1999), especialista em "Matemática Novas Abordagens" - Centro Universitário do Cerrado - Patrocínio (2007), graduação em Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes - Física pela Faculdade Integrada da Grande Fortaleza (2016), mestre em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (2020), doutoranda em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente é professora regente de aulas de Física e Matemática na rede estadual de ensino na Escola Estadual Joaquim Botelho. Desenvolve pesquisas vinculadas às temáticas " formação de professores de Física e Matemática, metodologias ativas (com foco no ensino por investigação, aprendizagem baseada em projetos e desenvolvimento da argumentação), práticas de ensino inclusivas e planejamento pedagógico.

Referências

ACCO, F.; ROSA, C. T. Metacognição e funções executivas: em busca de diálogos. Revista Insignare Scientia – RIS [online]. Cerro Largo, RS. v. 4, n. 6, p. 336-352, 2021.

ASCENCIO, A. F. G. CAMPOS, A. V. de C. Fundamentos da programação de computadores: algoritmos, PASCAL, C/C++ (padrão ANSI) e JAVA. São Paulo, SP: Pearson Education do Brasil, 2012.

BATISTELA, F.; TEIXEIRA, A. C. A programação de computadores como processo metacognitivo: uma experiência na escola de hackers. REVISTA INTERSABERES, v. 13, n. 30, p. 624-640, 26 fev. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.22169/revint.v13i30.1497 Acesso em: 15 fev. 2022.

BEACH, P. T. et al. Explicitar lo abstracto: la función de la metacognición en la enseñanza y el aprendizaje. Bethesda, Maryland, EUA: Organización del Bachillerato Internacional, 2020. Disponível em: https://www.ibo.org/globalassets/publications/ib-research/policy/metacognition-research-brief-sp.pdf Acesso em: 15 fev. 2022.

CHAHON, M. Metacognição e resolução de problemas aritméticos verbais: teoria e implicações pedagógicas. Revista do Departamento de Psicologia. Niterói, RJ, v. 18, n. 2, p. 163-176, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-80232006000200012 Acesso em: 15 fev. 2022.

CORMEN, T. H. et al. Algoritmos: teoria e prática. São Paulo, SP: Elsevier, 2012.

DANTAS, C.; RODRIGUES, C. C. Estratégias metacognitivas como intervenção psicopedagógica para desenvolvimento do automonitoramento. Rev. Psicopedagogia, v. 30, n. 93, p. 226-235, 2013. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/revistapsicopedagogia.com.br/pdf/v30n93a09.pdf Acesso em: 13 fev. 2022.

DAVIS, C.; NUNES, M. M. R.; NUNES, C. A. A. Metacognição e sucesso escolar: articulando teoria e prática. Cadernos Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 125, p. 205-230, 2005. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/cp/v35n125/v35n125a11.pdf Acesso em: 15 fev. 2022.

GRANGEAT, M. A metacognição, um apoio ao trabalho dos alunos. Coleção Ciências da Educação Século XXI, Porto: Porto Editora, 1999.

JOU, G. I.; SPERB, T. M. A Metacognição como Estratégia Reguladora da Aprendizagem. Psicologia: Reflexão e Crítica [online]. Porto Alegre, RS. v. 19, n. 2, p. 177-185, 2006. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=18819203 Acesso em: 13 fev. 2022.

MASSA, N. P. Mapeamento do pensamento computacional por meio da ferramenta scratch no contexto educacional brasileiro: análise de publicações do Congresso Brasileiro de Informática na Educação entre 2012 e 2017. 2019. 155f. Dissertação (Mestrado em Inovação Tecnológica) - Programa de Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, 2019.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1994.

PAPERT, S. LOGO: computadores e educação. São Paulo, SP: Brasiliense, 1985.

PORTILHO, E. M. L.; DREHER, S. A. S. Categorias metacognitivas como subsídio à prática pedagógica. Educação e Pesquisa, São Paulo, SP, v. 38, n. 01, p. 181-196, 2012. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/ep/v38n01/v38n01a12.pdf Acesso em: 15 fev. 2022.

POZO, J. I. Aprendizes e mestres: a nova cultura da aprendizagem. Porto Alegre, RS: Artmed, 2002.

RIBEIRO, C. Metacognição: um apoio ao processo de aprendizagem. Psicologia: Reflexão e Crítica [online]. Porto Alegre, RS. v. 16, n. 1, p. 109-116, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-79722003000100011. Acesso em: 13 fev. 2022.

ROSA, T. W. da R. Metacognição no Ensino de Física: da concepção à aplicação. Passo Fundo, RS: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2014.

Downloads

Publicado

2023-07-28

Como Citar

MASSA, Nayara Poliana Massa; SARAMAGO DE OLIVEIRA, Guilherme; SANTOS, Anderson Oramisio; ALVES BORGES, Juliana Rosa Alves Borges. A programação de computadores como estratégia metacognitiva e suas possibilidades para o ensino da matemática. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 39, n. 1, p. e392302, 2023. DOI: 10.30681/21787476.2023.E392302. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/11341. Acesso em: 1 mar. 2024.