A Companhia de Jesus e seu papel na formação de bibliotecas no Brasil colonial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2023.E392310

Palavras-chave:

Brasil colonial, educação escolar colonial, história das bibliotecas no Brasil, Companhia de Jesus.

Resumo

As primeiras escolas e bibliotecas do Brasil surgiram a partir da segunda metade do século XVI e são obras da ação doutrinária das ordens religiosas, em especial da Companhia de Jesus, inserindo-se no contexto do projeto colonial da Coroa Portuguesa. Na trajetória de suas instituições escolares, os jesuítas atuaram na catequização de indígenas e na formação dos colonos pertencentes à elite. Em seus colégios, que tiveram seu apogeu no século XVIII, a escrita e a leitura eram centrais dentro da racionalização pedagógica, contribuindo para o desenvolvimento de importantes coleções de livros com temas variados até a expulsão da Ordem em 1759. Este trabalho cuja metodologia é a pesquisa bibliográfica de cunho exploratório, possui como objetivo principal analisar as origens e o desenvolvimento das bibliotecas jesuítas no Brasil a partir da práxis educativa e evangelizadora que lhes dava razão de constituição até o seu desmonte promovido pelas reformas pombalinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Felipe Sousa Curvo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestre em Educação pela Unemat
Doutorando em Antropologia Social pela UFRGS
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Bibliotecário-Documentalista da FURG
Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, Brasil
luiz.curvo88@gmail.com
https://orcid.org/0000-0002-0476-5663

Maria Luíza Lucas dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestra em Educação pela Unemat
Doutoranda em Educação pela UFRGS
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
marialuiza1992s@gmail.com
https://orcid.org/0000-0001-5770-7646

Referências

AZZI, Riolando. A utilização da música como instrumento de evangelização no Brasil. Perspectiva Teológica, n. 26. 1994. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/1195. Acesso em: 21 jul. 2023.

BARBOSA, Marialva. História cultural da imprensa. Brasil 1800-1900. Rio de Janeiro: Mauad X, 2010. 266 p.

BITTAR, Marisa; FERREIRA JUNIOR, Amarilio. Casas de bê-a-bá e evangelização jesuíta no Brasil do século XVI. Revista educação em questão, v. 22, n. 8, jan./abr. 2005. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/8362. Acesso em: 21 jul. 2023.

CORREIA, Celestino. As ordens religiosas, o clero secular, e os leigos na evangelização do Brasil no século XVI. Revista de Ciências Sagradas da Faculdade de Teologia, v. 24, 1989. Disponível em: https://revistas.ucp.pt/index.php/theologica/article/view/12754. Acesso em: 30 set. 2023.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

FREIRE, José R. Bessa. ¿Em qué medida es indígena la “biblioteca indígena”? In: Cuardernos Redplanes: las bibliotecas en las comunidades indígenas. Unesco, CERLALC, Fundação Biblioteca Nacional. 2011.

GUARACY, Thales. A conquista do Brasil: 1500-1600. São Paulo: Planeta, 2015.

HALLEWELL, L. O Livro no Brasil: sua história. 2. ed. São Paulo: Editora da USP, 2005.

KRAUSE, Cristina da Silva Cacalvanti; KRAUSE, Maico. A educação de mulheres no período colonial brasileiro até o início do século XX: do imbecilitus sexus à feminização do magistério. VIII Colóquio Internacional “As Amazônias, as Áfricas, e as Áfricas na Pan-Amazônia”. Universidade Federal do Acre, 2016.

LEITE, Serafim. História da Companhia de Jesus no Brasil: Tomo IV. São Paulo: Loyola, 2004.

MILANESI, L. Biblioteca. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

MORAES, Rubens Borba de. Livros e bibliotecas no Brasil Colonial. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

OLIVEIRA, Fábio Falcão. Educação jesuítica; século XVII: Alexandre de Gusmão e o Seminário de Belém da Cachoeira. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de São Carlos, São Car- los-SP, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2361. Acesso em: 21 jul. 2023.

PILETTI, Claudino; PILETTI, Nelson. História da educação: de Confúcio a Paulo Freire. São Paulo: Contexto, 2018.

RASTELI, A.; CALDAS, R. F. Cultura letrada no Brasil Colonial: bibliotecas, livros e leitura. Páginas a&b: arquivos e bibliotecas, [S. l.], p. 89–104, 2017. Disponível em: https://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/2839. Acesso em: 21 jul. 2023.

SILVA, Luiz Antônio Gonçalves da. As bibliotecas dos jesuítas: uma visão a partir da obra de Serafim Leite. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 13, n. 2, maio/ago. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362008000200014. Acesso em: 21 jul. 2023.

ZOIA, Alceu; MENDES, Matilde. Alguns aspectos da luta pela efetivação do direito à autodeterminação do povo indígena Paiter Suruí: a educação, a cultura e a terra. Revista da Faculdade de Educação da Unemat, v. 33, n. 1, jan./jul. 2020. Disponível em: https://periodicos2.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/4794/3679. Acesso em: 30 set. 2023.

Downloads

Publicado

2023-10-11

Como Citar

CURVO, Luiz Felipe Sousa; SANTOS, Maria Luíza Lucas dos. A Companhia de Jesus e seu papel na formação de bibliotecas no Brasil colonial. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 39, n. 1, p. e392310, 2023. DOI: 10.30681/21787476.2023.E392310. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/11639. Acesso em: 27 fev. 2024.