Consequências da progressão por ciclo de aprendizagem no desempenho dos alunos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2023.E392319

Palavras-chave:

aprendizagem, ciclo, progressões

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar até que ponto as progressões por ciclos de aprendizagem impactam no desempenho dos alunos. Metodologicamente, adotou-se uma abordagem qualitativa e quantitativa associada à revisão bibliográfica, técnicas de questionário e a observação direta. A amostra da pesquisa envolveu 37 participantes. Os resultados obtidos mostraram que apesar dos professores da escola em estudo terem-se beneficiado de uma formação ou indução sobre as progressões por ciclo de aprendizagem, não são aplicadas as estratégias que visam ajudar os alunos no processo de progressão por ciclos de aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

João Francisco de Carvalho Choe, Universidade Púnguè - Moçambique

 Doutorando em Psicologia Educacional

Docente da Universidade Púnguè - Moçambique

E-mail: jcarvalhochoe@gmail.com

https://orcid.org/0000-0001-8497-9794

Rogério Filipe Mário, Universidade Púnguè - Moçambique

Doutorando em Educação, Arte e História da Cultura na UP-Mackenzie

Docente da Universidade Púnguè - Moçambique

E-mail: rogeriofilipemario@gmail.com

https://orcid.org/0000-0002-8784-1958

Referências

ARCAS, P. H. Implicações da progressão continuada na avaliação escolar, tensões, dilema, São Paulo. 2009.

BARRETO, E. Os ciclos escolares elementos de uma trajetória. Cadernos de pesquisa, nº 108, p 27-48, Novembro, 1999.

BARDlN, L. Análise de conteúdo. Lisboa edições, 70. 1997.

CHICAVELE, A. B. Progressão por ciclos de aprendizagem e suas implicações na qualidade de ensino no nível básico em Moçambique, Lisboa: Gradiva Publicações Lda. 2019.

FERNANDES, C. Escolaridade em ciclos: desafio para a escola do século XXI. Rio de Janeiro: Wak Editora.2009.

FERREIRA. J. Progressão por ciclos de aprendizagem versus qualidade de ensino aprendizagem no Ensino Básico: percepções e processo de implementação e divulgação. Maputo: Alcance Editores, 2014. p. 311-329.

FRANCISCO. J. A. A massificação do ensino em Moçambique sob a égide da internacionalização das políticas educacionais: consequência para a gestão escolar, Corumbá, MS, Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação, Área de concentração em Educação Social, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal.2016.

FREITAS, L. C. Ciclos, seriação e avaliação: confronto de lógicas. São Paulo: Moderna. 2003.

GIL, A. C. Como Elaborar Projectos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.1991.

GUIBUNDANA, D. H. Gestão de implementação do novo currículo de ensino básico em Moçambique. O caso das escolas do distrito municipal, dissertação de mestrado. Juiz de Fora.2013.

JACOMINI, M. A . Avaliação escolar no ensino organizado em ciclos, Ciclos em revista, volume 4, editora Wak. Rio de Janeiro.2008.

KRUG, A. Ciclos de formação uma proposta transformadora, 3ª edição, editora mediação, Porto Alegre.2006.

Legislação – Imprensa Nacional de Moçambique, Lei n.º18/2018 de 28 de Dezembro.

MAINARDES, J. A escola em ciclos, fundamentos e debates. São Paulo. Cortez.2008.

MATE, G. Avaliação no contexto da passagem semi-automática e da aprendizagem por ciclos no Ensino Básico. In: DUARTE, S.; DIAS, H.; CAPECE, J. (Orgs.). Avaliação educacional em Moçambique: inclusão, inovação e qualidade. Maputo: Editora Educar UP. p. 334-338. 2013.

MEPT. Avaliação da qualidade dos Serviços de Educação no Ensino Básico na óptica dos beneficiários: estudo de caso realizado em 3 províncias - Gaza, Zambézia e Cabo Delgado. Maputo: CESC e MEPT, 2011.

MINED Plano curricular do ensino básico. Maputo: INDE/MINED.2003.

MINED Plano curricular do ensino básico. Maputo: INDE/MINED.2008.

MOÇAMBIQUE. Lei n.º 6/92 de 6 de Maio (Reajusta o quadro geral do sistema educativo e adequa as disposições contidas na Lei 4/83, às atuais condições sociais e económicas do país, tanto do ponto de vista pedagógico como organizativo) 1992.

NHANTUMBO, A. B. B. O Enigma do modelo por competência no Ensino Primário de Moçambique. E-Revista de Estudos Interculturais do CEI –ISCAP, n.4, p.1-17,2016.

PERRENOUD, P. Os ciclos de aprendizagem: um caminho para combater o fracasso escolar. Porto Alegre: Artimed. 2004.

PCEB, Plano Curricular do Ensino Básico: Objectivos, politica, estrutura, Planos de estudo e estratégias de implementação. Maputo, INDE/MINED, 2003.

SOUSA, S. Z. Avaliação, ciclos e qualidade do Ensino Fundamental: uma relação a ser construída Estud. av. vol.21 no.60 São Paulo.1998.

ZABALZA, A. M. Planificação e Desenvolvimento Curricular na Escola. 2ª edição, editora ASA. Portugal. 1994.

Downloads

Publicado

2023-12-27

Como Citar

CHOE, João Francisco de Carvalho; MÁRIO, Rogério Filipe. Consequências da progressão por ciclo de aprendizagem no desempenho dos alunos. Revista da Faculdade de Educação, [S. l.], v. 39, n. 1, p. e392319, 2023. DOI: 10.30681/21787476.2023.E392319. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/11993. Acesso em: 23 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)