O ADOLESCENTE, O FÃ E A ESCOLA: REFLEXÕES SOBRE AS (IM)POSSIBILIDADES DO DESEJO NO ATO EDUCATIVO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/21787476.2021.35.135152

Palavras-chave:

Adolescência, Fanfic, Psicanálise, Escola, Ato educativo.

Resumo

O presente artigo resulta de um desdobramento de uma dissertação de mestrado, onde se buscou refletir acerca da constituição subjetiva da adolescência atravessada pela cultura de fãs, configurada como fenômeno da cultura digital por meio das fandoms e das fanfics, num processo de socialização e criação de histórias, movidas por um interesse mútuo, invejável à cultura escolar. Para esse alcance, foi feito um percurso investigativo por meio da psicanálise, que foi tomada como ótica sobre o estudo da subjetividade, e a bricolagem como estudo da complexidade, em que diferentes saberes e experiências são reunidos em torno do fenômeno das fanfics. A aposta deste estudo foi por uma compreensão sobre o ressoar desse fenômeno na vida psíquica dos adolescentes que o constituem, em que medida o inconsciente opera nas narrativas fictícias criadas por esse público e de que maneira esse exercício narrativo revela sentidos para a experiência da escola. Aqui, fomos interrogados sobre as implicações do desejo no ato educativo e sobre as (im)possibilidades de um sujeito adolescente fã insurgir como estudante.

Biografia do Autor

Daniela de Souza Silva, Orientadora Educacional da Secretaria de Estado de Educação do DF

Mestre em Educação pela Universidade de Brasília. Orientadora Educacional da Secretaria de Estado de Educação do DF. Brasília-DF, Brasil. 

Inês Maria Marques Zanforlin Pires de Almeida, UNB, DF

Doutora pelo Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília. Pesquisadora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília. Brasília-DF, Brasil. 

Referências

ALETTI, M. A figura da ilusão na literatura psicanalítica da religião. Psicologia USP, São Paulo , v. 15, p. 163-190, 2004.

CALLIGARIS, C. A adolescência. Coleção Folha Explica. ed. São Paulo: Publifolha, 2000.

CERTEAU, M. D. A invenção do cotidiano - Artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes, 1994.

COSTA, A. C. D. R. Entre ver e olhar: a arte pelos olhos da psicanálise, Ijuí, n. Unijuí - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, 2017.

DERDYK, E. Ponto de chegada, ponto de partida. In: A invenção da vida. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001.

FREUD, S. Um caso de histeria, Três ensaios sobre a teoria da sexualidade e outros trabalhos. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Imago, v. 8, 1905/1997.

FREUD, S. Contribuições para uma discussão acerca do suicídio. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: [s.n.], v. 11, 1910/1996.

FREUD, S. Algumas reflexões sobre a Psicologia Escolar. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Imago, v. 13, 1914/1996. No mesmo ensaio, Freud (1914. Em:. Rio de Janeiro:Imago, vol XIII,1996.)

FREUD, S. Sobre o narcisismo: uma introdução. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Imago, v. 14, 1914/1996.

FREUD, S. Psicologia das massas e análise do Eu e outros textos. Obras Completas. ed. São Paulo: Companhia das Letras, v. 15, 1921/2011.

FREUD, S. Prefácio à “Juventude Desorientada” de Aichhorn. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Imago, v. 19, 1925/1980.

FREUD, S. Um estudo autobiográfico, Inibições, sintomas e ansiedade, A questão da análise leiga e outros trabalhos. Edição Stardard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. [S.l.]: Imago, v. 20, 1925/1996.

FREUD, S. O mal estar na civilização. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Editora Imago, 1929/1996.

FREUD, S. Sexualidade feminina. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. ed. Rio de Janeiro: Imago, v. 21, 1931/1996.

JENKINS, H. Textual Poachers: Television Fans and Participatory Culture. New York: Routledge, Chapman and Hall, ink, 1992.

KUPFER, M. C. Freud e a educação – o mestre do impossível. São Paulo: Editora Scipione, 1989.

LACAN, J. O Seminário, livro 20: Mais, ainda. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

LACAN, J. Seminário IV: O complexo de Édipo - A relação de objeto (1956-1957). Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

LACAN, J. O estádio no espelho como formador da função do eu tal como nos revela a experiência psicanalítica. Lacan J. Escritos. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

LAJONQUIÈRE, L. D. Infância e ilusão (psico)pedagógica: escritos de psicanálise e educação. São Paulo: Vozes, 1999.

LEE, A. Time Travelling with fanfic writers: Understanding fan culture through repeated online interview. Journal of Audience & Reception Studies, University of Pennsylvania, v. 8, Maio 2011.

MANONI, O. A adolescência é analisável? In: ______ Mais tarde. é agora. Ensaios sobre a adolescência. Salvador: Ágalma, 2004.

MILLOT, C. Freud Antipedagogo. 1ª edição. ed. México: Editora Paidos, 1990.

MORRISSEY, K. E. Gender and fandom: from spectators to social a

NAKAGOME, P. T.; MURAKAMI, R. Y. Transculturalidade, transformação: a relação dos fãs e dos estudantes com a literatura. Interdisciplinar, Itabaiana, v. 19, p. 71-86, Julho-dezembro 2013.

OLIMPIO, E.; MARCOS, C. M. A escola e o adolescente hoje: considerações a partir da psicanálise. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 21, p. 498-512, Setembro 2015.

RASSIAL, J.-J. O sinthoma adolescente. Estilos da Clinica, São Paulo, v. 4, n. n.6, p. 89-93, Julho 1999.

RIBEIRO, M. D. P. Contribuição da psicanálise para a educação: a transferência na relação professor-aluno. Psicologia da educação, São Paulo, v. 39, p. 23-30, 2014.

SANTOS, J. M. S. A transferência no processo pedagógico: quando fenômenos subjetivos interferem na relação de ensino-aprendizagem. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-graduação em Educação Conhecimento e Inclusão Social, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2009.

SOUZA, R. T. D. Mal estar na escola: uma leitura psicanalítica. [S.l.]: Corpo freudiano do Rio de Janeiro, 2007.

Downloads

Publicado

28/08/2021

Como Citar

Silva, D. de S., & Pires de Almeida, I. M. M. Z. (2021). O ADOLESCENTE, O FÃ E A ESCOLA: REFLEXÕES SOBRE AS (IM)POSSIBILIDADES DO DESEJO NO ATO EDUCATIVO. Revista Da Faculdade De Educação, 35(1), 135–152. https://doi.org/10.30681/21787476.2021.35.135152

Edição

Seção

ARTIGO