Facebook como espaço de luta por uma nova lei de Comunicação

Autores

  • Antonia Alves Pereira Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

DOI:

https://doi.org/10.30681/rccs.v1i02.361

Palavras-chave:

Cibercultura, Facebook, Educomunicação, redes sociais, ativismo.

Resumo

O presente artigo apresenta o estudo de caso da hashtag #?LeidaMídiaDemocrática encontrada na fanpage Para Expressar a Liberdade, comunidade da campanha que defende uma nova lei de comunicação para o país desde 2007. O caso foi estudado a partir de conceitos dos estudos culturais, das redes sociais, dos movimentos de desenvolvimento social e da Educomunicação para entender como os atores sociais envolvidos com a comunidade no Facebook têm se apropriado do espaço para defender sua causa. Em dez publicações analisadas percebeu-se que esse envolvimento se dá mais pelas curtidas e pelo compartilhamento das informações que pelos comentários, o que demonstra que a ação no ciberespaço ainda se encontra mais no engajamento no sentido de estar presente que em discussões acirradas sobre o assunto.

Biografia do Autor

Antonia Alves Pereira, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

Professora pesquisadora da Unemat no Curso de Comunicação Social - Jornalismo. Diretora de Comunicação da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom) e pesquisadora colaborado do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE-USP).

Referências

AMARAL, A. Autonetnografia e inserção online: o papel do pesquisador-insider nas práticas comunicacionais das subculturas da Web. In: Revista Fronteiras – estudos midiáticos, v. 11, n. 1, jan.abr./ 2009. Disponível em: <http://www.fronteiras.unisinos.br/pdf/62.pdf>. Acesso em: 01/11/2010.

CÁCERES, J. G.. Las nuevas tecnologías de información y comunicación y las políticas culturales en México – Ingeniería en Comunicación Social del servicio de redes sociales Facebook. In: Intercom – RBCC. São Paulo, v.34, n.2, p. 175-196, jul./dez. 2011.

CAMMAERTS, B. Lógicas de protesto e a estrutura de oportunidade de mediação. Matrizes. Ano 7– nº2 jul./dez. 2 013- São Paulo – Brasil, p. 13-36

CASTELLS, M. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 2003.

__________. Comunicación y poder. Madrid: Alianza Editorial, 2009.

__________. Redes de Indignación y esperanza – los movimentos sociales em la era de Internet. Madrid: Alianza Editorial, 2012.

CORRÊA, E. S. Cibercultura – um novo saber ou uma nova vivência? In: TRIVINHO, Eugênio e CAZELOTO, Edilson (Orgs). A cibercultura e seu espelho [recurso eletrônico]: campo de conhecimento emergente e nova vivência humana na era da imersão interativa. Dados eletrônicos. São Paulo: ABCiber; Instituto Itaú Cultural, 2009. Coleção ABCiber, v.1, p. 47-51.

COULDRY, N. Why voice matters: culture and politics after neoliberalism. London: Sage. 2010.

KAVADA, A.. Image, Bonding, and Collective Identity Across Multiple Platforms: Avaaz on Facebook, MySpace, and YouTube. Paper presented at the International Communication Association Conference, Singapore, 22 jun. 2010.

LEMOS, A.. Cibercultura como território recombinante. In: TRIVINHO, Eugênio e CAZELOTO, Edilson (orgs). A cibercultura e seu espelho [recurso eletrônico]: campo de conhecimento emergente e nova vivência humana na era da imersão interativa. Dados eletrônicos. São Paulo: ABCiber; Instituto Itaú Cultural, 2009. Coleção ABCiber, v.1, p. 38-46.

LÉVY, P.. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARTÍN-BARBERO,. Pistas para entre-ver meios e mediações. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2003. Novo prefácio.

PRIMO, A. Quão interativo é o hipertexto? – da interface potencial à escrita coletiva. Fronteiras: Estudos Midiáticos, São Leopoldo, v. 5, n. 2, p. 125-142, 2003.

RECUERO, R.. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009. (Coleção Cibercultura).

__________. Contribuições da Análise de Redes Sociais para o Estudo das Redes Sociais na Internet: O caso da hashtag #Tamojuntodilma e #CalaabocaDilma. Revista Fronteiras (Online): vol 16, p.1, 2014.

SOARES, I. O. (org.). Caminhos da Educomunicação. São Paulo: Editora Salesiana, 2001.

__________. Educomunicação – o conceito, o profissional, a aplicação, contribuições para a reforma do Ensino Médio. São Paulo: Paulinas, 2011.

SILVERSTONE, R. Por que estudar a mídia? São Paulo. Editora: Loyola, 2002.

TUFTE, T. O renascimento da Comunicação para a transformação social – Redefinindo a disciplina e a prática depois da ‘Primavera Árabe’. Intercom – RBCC São Paulo, v.36, n.2, p. 61-90, jul./dez. 2013.

Downloads

Publicado

06/05/2015

Como Citar

Pereira, A. A. (2015). Facebook como espaço de luta por uma nova lei de Comunicação. Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 2(02). https://doi.org/10.30681/rccs.v1i02.361