A filosofia para o pensar na infância

Autores

  • Kalú Maiara Benedet Barbuio Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

Palavras-chave:

Autonomia, Filosofia, Pensar, Agir

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar e compreender como as crianças percebem, internalizam, interpretam e ressignificam suas ideias, pensamentos e conhecimentos por meio de um trabalho desenvolvido a partir da Filosofia e como esta pode auxiliar e preparar para que a criança seja capaz de construir, internalizar e concretizar novos pensamentos e ideias. A pesquisa teve como base teórica Matthew Lipman. A metodologia utilizada foi pesquisa bibliográfica e observação participante em uma turma do 3º ano do ensino fundamental, em uma escola da rede particular de ensino, no ano de 2019. A partir das ações de acompanhamento, evidenciamos o quão a Filosofia é importante na formação de crianças e como auxilia diretamente na maneira de agir, pensar e ser.

Biografia do Autor

Kalú Maiara Benedet Barbuio, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

Graduanda em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Faculdade de Ciências Humanas e Linguagem (FACHLIN). Sinop, Mato Grosso, Brasil.

Referências

CHAUÍ, Marilena de Souza. Convite à Filosofia. 14 ed. São Paulo: Ática, 2015.

CHAUI, Marilena. Filosofia. São Paulo: Ática, 2005.

LIPMAN, Matthew. A filosofia vai à escola. 3 ed. São Paulo: Summus Editorial, 1990.

SEVERINO, Antônio Joaquim. A filosofia na formação do jovem e a ressignificação de sua experiência existencial. In: KOHAN, W. Ensino de filosofia: perspectivas. Belo Horizonte. Autêntica, 2002, p. 183-194.

Downloads

Publicado

30/06/2022