DIFERENTES LINGUAGENS E REPRESENTAÇÕES NO DIÁLOGO COM PROFESSORES(AS) E ACADÊMICOS(AS) EM CONDIÇÃO DE DEFICIÊNCIA SOBRE SUAS EXPERIÊNCIAS COM A INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR

um estudo em andamento

Autores

Palavras-chave:

Ensino Superior, Educação, Educação Especial

Resumo

Os aspectos que envolvem a inclusão de acadêmicos(as) público da Educação Especial no ensino superior é a temática do estudo em desenvolvimento. Desta forma o objetivo geral é produzir conhecimento sobre estas realidades de modo a sustentar reflexões e intervenções face a obstáculos que se colocam à construção de uma universidade inclusiva e capaz de positivamente responder a estes desafios. O método é de estudo exploratório junto a professores do Ensino Superior e estudantes com deficiência. Almeja como resultado produzir coletivamente uma ressignificação, um aporte teórico e prático para superação das demandas que serão apontadas pelos sujeitos/as colaboradores/as na pesquisa.

Biografia do Autor

Rita de Fátima da Silva Rosas de Castro, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Campus de Aquidauana.

Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Aquidauana. Pedagoga e Professora de Educação Física. Mestre e Doutora pela Universidade Estadual de Campinas. Pós Doutora em Educação pela Universidade de Barcelona. Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Acessibilidade (GEPA) e do Laboratório de Ações Docentes Inclusivas LABAC).

Referências

BAPTISTA, Lívia Márcia Tiba; LÓPEZ-GOPAR, Mario. Educação crítica, decolonialidade e educação linguística no Brasil e no México: Questões Epistemológicas e Metodológicas Traçadas por um Paradigma-Outro. Revista Letras & Letras, Uberlândia v 3, n. especial. 2019. Disponível em: file:///Users/ritacastro/Downloads/ials,+01.pdf. Acesso em 10/06/2022.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

FREIRE. P. Pedagogia da Autonomia. 9 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

LEITE, C. Multiculturalismo e educação escolar: Cenários do passado e do presente. In Contributos da Investigação Científica para a Qualidade do Ensino. Actas do III Congresso da SPCE. Porto: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, 1997, p. 49-60.

LEITE, C. O currículo e o multiculturalismo no sistema educativo português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

LEITE, C. El currículo escolar y el ejercicio docente ante los desafíos de la multiculturalidad, en Portugal. Profesorado: Revista de Currículum y Formación del Profesorado, v. 9, n.2. 2005, p. 1-18.

LEITE, C. A atenção ao multiculturalismo nas políticas da educação escolar em Portugal. In J. Pacheco, J. Morgado & A. Moreira (Orgs.), Globalização e (des)igualdades: Desafios contemporâneos. Porto: Porto Editora, 2007, p.247-262.

LEITE, C. Ser professor nos dias de hoje... Formar professores num mundo em mudança. Educação: Revista do Centro de Educação da UFSM, v. 34, n.2. 2009, p.251-264.

LEITE, C. Os dispositivos pedagógicos na educação inter/multicultural. InterMeio: Revista do Programa de Pós-graduação em Educação, v. 14, n. 27. 2008ª, p. 102-111.

LEITE, C. A multiculturalidade e a educação intercultural nas políticas e no currículo em Portugal. In Alice Casimiro Lopes, Amélia Lopes, Carlinda Leite, Elizabeth Macedo, & Lourdes Tura (Orgs.). Políticas educativas e dinâmicas curriculares no Brasil e em Portugal. Rio de Janeiro: DP et Alii/Faperj, 2008b, p. 19-40.

LEITE, C, & MACEDO, Elisabeth. Multiculturalismo nas reformas no Brasil e em Portugal. In Maria de Lourdes Tura, & Carlinda Leite (Orgs.), Questões de currículo e trabalho docente. Rio de Janeiro: Quartet, 2010, p. 21-43.

MINAYO, M. S. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde.8. ed. São Paulo: Hucitec, 2004.

SILA, R. de F. da; ARAÚJO, P. F. de; DUARTE, E. Inclusão educacional: uma “roupa nova” para um “corpo velho”. EFDeportes, Buenos Aires, ano 10, n. 60, 2004.

SILVA, R. de F. da; SEABRA JÚNIOR, L; ARAÚJO, P. F. de. Educação Física adaptada no Brasil: Da história à inclusão educacional. São Paulo: Phorte, 2008.

SOBRINHO, J. L. Avaliação institucional: a experiência da UNICAMP, Condições, princípios e processos. Pro-Posições, Campinas, v.6, n.1, . 41-54, mar. 1995.

STOREY, John. An introduction to cultural theory and popular culture. London. Prentice Hall; Harvest Wheat-sheaf. 1997.

VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault & a educação. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

WORTMANN, M. L. C.; COSTA, M. V.; SILVEIRA, R. M. H. Sobre a emergência e a expansão dos estudos culturais em educação no Brasil. Educação, Porto Alegre v. 38, n. 1, p. 32-48, jan./abr. 2015. Disponível em: https://bit.ly/2Dbr6Pk. Acesso em 12/04/2021.

Downloads

Publicado

27/12/2022

Como Citar

Castro, R. de F. da S. R. de. (2022). DIFERENTES LINGUAGENS E REPRESENTAÇÕES NO DIÁLOGO COM PROFESSORES(AS) E ACADÊMICOS(AS) EM CONDIÇÃO DE DEFICIÊNCIA SOBRE SUAS EXPERIÊNCIAS COM A INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR : um estudo em andamento. Revista Eventos Pedagógicos, 13(3), 826–837. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/reps/article/view/6418

Edição

Seção

Seção Livre