Rotinas na creche: reflexões a respeito do cotidiano vivido pelas crianças de 0 a 3 anos de idade de uma instituição de educação infantil de Sinop-MT

Autores

  • Elizete Poleti de Oliveira Dias
  • Jaqueline Pasuch

DOI:

https://doi.org/10.30681/reps.v2i2.9095

Resumo

O presente trabalho apresenta considerações a respeito das concepções sobre os espaços e organização dos tempos na educação infantil, tendo como sujeitos centrais os bebês (de zero a um ano) e as crianças pequenas (de um ano a dois anos), matriculadas nas turmas de berçário e maternal, de uma instituição infantil da rede municipal de Sinop-MT. Os objetivos da pesquisa foram analisar, compreender como são organizados e planejados os espaços e os tempos da rotina de maneira que assegurem os direitos fundamentais das crianças de zero a três anos de idade. Pois, essa é a primeira etapa da educação básica e está assegurada nas legislações que regem a educação de nosso país. Dessa forma, para dar embasamento teórico a nossa pesquisa buscamos auxilio, principalmente, nos escritos de Maria Carmen, Moises Kuhlmann, Phillippe Áries entre outros. Para alcançar os objetivos propostos optamos por seguir a metodologia de ‘estudo de caso’, com a realização de observações participantes, inseridas no cotidiano da instituição utilizando os tempos dos estágios curriculares supervisionados, tanto de observação quanto de regência, na educação infantil. Destacamos nesta pesquisa o importante papel do educador na educação infantil de zero a três anos, observamos que o profissional pedagogo na educação infantil, tem um papel fundamental como observador constante, que necessita intervir nos espaços pedagógicos quando necessário, promovendo e aguçando a curiosidade, os desafios, a alegria do brincar e a socialização das crianças.

Palavras-chave: educação; educação infantil; construtivismo; rotinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Líder, 2005.

ARIÉS, Fellippe. História Social da Criança e da Família. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1981.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais de Educação Infantil, 2009.

BARBOSA, Maria Carmen Silveira. Por amor e por força: rotinas na educação infantil. Porto Alegre: Artemed, 2006.

BARBOSA, Maria Carmem Silveira; HORN, Maria da Graça Souza. Projetos Pedagógicos na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2008.

KUHLMANN, Moysés Junior. Infância e Educação Infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998.

Downloads

Publicado

12-12-2011

Como Citar

Dias, E. P. de O., & Pasuch, J. (2011). Rotinas na creche: reflexões a respeito do cotidiano vivido pelas crianças de 0 a 3 anos de idade de uma instituição de educação infantil de Sinop-MT. Eventos Pedagógicos, 2(2), 66–75. https://doi.org/10.30681/reps.v2i2.9095

Edição

Seção

Seção Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)