As ecologias dos saberes como práticas relacionais voltadas para uma educação contemporânea

Autores

  • Maria Aparecida Deliberal UNEMAT
  • Tatiana Petri Lopes UNEMAT
  • Ivone Jesus Alexandre UNEMAT

DOI:

https://doi.org/10.30681/reps.v3i2.9209

Resumo

A finalidade deste artigo científico é traçar uma análise acerca das praticas relacionais dentro de um contexto contemporâneo. Temos consciência das dificuldades encontradas no sistema educacional vigente, para enfrentar as novas demandas do mundo moderno e globalizado. Neste sentido podemos considerar as mudanças nas praticas relacional, onde se possa buscar ampliação de novas competências e habilidades no sistema educacional, sendo referendadas pelas ecologias dos saberes, que nos remeterá não apenas em transformações das funções naturais do ser humano e o conhecimento sistematizado escolarizado. O saber significativo não pode de forma alguma acontecer fragmentados e desassociados dos movimentos sociais e multiculturais das atuais demandas educacionais do mundo moderno. Assim a utilização da ‘ecologia dos saberes’ nas práticas relacionais, deve estar voltada para produção de conhecimentos específicos no sistema educacional, sem deixar de dar à devida importância a transversalidade e Pluralidade Cultural, que vem inserido nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). O principal objetivo é a qualidade da aquisição e ampliação das competências e habilidades inerentes a formação do educando, sendo um agente ativo na produção do seu conhecimento.

Palavras-chave: educação; formação de professores; novos saberes; multiculturalismo.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Maria Aparecida Deliberal, UNEMAT

    Graduada em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT); pós-graduada em Lingüística Aplicada ao Ensino da Língua Portuguesa como Língua Materna. Pós-graduanda no Curso de Especialização Docência do ensino Superior, pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).

  • Tatiana Petri Lopes, UNEMAT

    Tatiana Petri Lopes

    Possui graduação em Licenceatura Plena em Pedagogia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2002). E Licenciatura em História pela Universidade Norte do Paraná - UNOPAR (2011).Atualmente é professora da educação básica da Prefeitura Municipal de Sinop. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Administração Educacional

    (Texto informado pelo autor)

    Última atualização em 04/06/2012

    Endereço para acessar este CV:
    http://lattes.cnpq.br/1115902920714334
  • Ivone Jesus Alexandre, UNEMAT

    Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT/Sinop). Pós-graduada em Educação a Distancia pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT/Cuiabá). Mestrado em Educação pela UFMT/Cuiabá. Professora Assistente na UNEMAT/Juara e atua na área de Metodologia de Ensino.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretária de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília, 1998.

DUBET, François. Sociologia da Experiência. Lisboa: Instituto Piaget, 1996.

DURKHEIM, Émile. Sociologia. São Paulo: Ática, 1993.

FAGUNDES. Léa da Cruz. Aprendizes do Futuro: as inovações começaram! (2005)

FREIRE. Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra. 1996

______ . Pedagogia do Oprimido. 42. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

HABERMAS, Jüngen. Teoría de la acción comunicativa: Crítica a razão funcionalista. Madrid: Taurus; Frankfurt: Suhrkamp. 2 v, 1988.

SANTOS, Boaventura de Souza. A Gramática do Tempo: para uma nova cultura política. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SKIDMORE, Thomas R. Preto no branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. Tradução de Raul de Sá Barbosa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

WILLINSKY, J. Politica Educacional da identidade e do multiculturalismo. Caderno de Pesquisa. São Paulo, n. 117, nov. 2002, p 29 – 52.

Downloads

Publicado

29-06-2012

Como Citar

As ecologias dos saberes como práticas relacionais voltadas para uma educação contemporânea. (2012). Eventos Pedagógicos, 3(2), 414-421. https://doi.org/10.30681/reps.v3i2.9209

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>