Feliz dia dos namorados no Brasil: escrevendo em língua inglesa

Autores

  • Maysa Cristina da Silva Dourado
  • Wandressa Viviane Souza dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.30681/reps.v5i1.9489

Resumo

Trabalhar a produção de textos em língua inglesa nas escolas é bastante dificultoso, tendo em vista que os alunos têm vários bloqueios, que vão desde a desmotivação até a resistência em produzir textos até mesmo em sua língua materna. Neste artigo, pretendemos relatar uma experiência de produção textual que objetivou contribuir para o letramento em inglês dos alunos de uma escola pública de Rio Branco, no Acre. A proposta de atividade foi a escrita de cartões para o dia dos namorados. O resultado foi o aprimoramento da habilidade da escrita e a motivação dos alunos.

Palavras-chave: gênero textual; língua inglesa; motivação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maysa Cristina da Silva Dourado

Doutorado em Estudos Literários (UNESP/University of New Hampshire)

Referências

ANTUNES, I. Língua, texto e ensino: outra escola possível. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

BROPHY, J .Research on Motivation in Education: Past, Present, and Future. Em T. Urdan (Ed.) Advances in Motivation and Achievement, Achievement Contexts v. 11, 1999.

MOITA LOPES, L. P. Oficina de Linguística Aplicada. Campinas: Mercado de Letras, 1996.

OLIVEIRA, C. B. E: O papel do professor no processo de estimulação e manutenção do interesse do aluno pela escola. Brasília, BSB, 2003. (Monografia de Graduação). Curso de Psicologia, Universidade Católica de Brasília, UCB, 2003.

RAJAGOPALAN, K. Políticas em linguagem: perspectivas identitárias. Ed. Mackenzie, 2005.

ROCHA, Cláudia Hilsdorf. O ensino de línguas para crianças no contexto educacional brasileiro: breves reflexões e possíveis provisões. Campinas, SP, 2007. (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual de Campinas, IEL/Unicamp, 2007.

Downloads

Publicado

02-06-2014

Como Citar

Dourado, M. C. da S., & Santos, W. V. S. dos. (2014). Feliz dia dos namorados no Brasil: escrevendo em língua inglesa. Eventos Pedagógicos, 5(1), 131–139. https://doi.org/10.30681/reps.v5i1.9489