O ensino bilíngue no processo de alfabetização de surdos

Autores

  • Andressa Lays Alves Lopes dos Santos Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

Palavras-chave:

Alfabetização, Bilíngue, Surdos, Professores

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar uma compreensão sobre o ensino bilíngue no processo de alfabetização de surdos. Os autores que embasaram esta pesquisa foram Mirlene Ferreira Macedo Damázio, Cristina Broglia Feitosa de Lacerda, Jean Alexandro Wathier e Ana Paula de Freitas. A abordagem de pesquisa foi qualitativa, por meio de entrevistas semiestruturadas com professores que trabalham na sala de atendimento educacional especializado – AEE da rede pública de ensino na cidade de Sinop, Mato Grosso, realizadas no segundo semestre de 2021. Os resultados da pesquisa evidenciaram que a maioria dos professores não conhecem Libras, e que as suas estratégias de ensino muitas vezes não são realizadas pensando nos alunos surdos, o que faz com que a participação dos mesmos em sala de aula seja proporcionada apenas pelo intérprete de Libras.

Biografia do Autor

Andressa Lays Alves Lopes dos Santos, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

Graduanda em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Faculdade de Ciências Humanas e Linguagem (FACHLIN). Sinop, Mato Grosso Brasil.

Referências

ALVEZ, Carla Barbosa; FERREIRA, Josimário de Paula; DAMÁZIO, Mirlene Macedo. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: abordagem bilíngue na escolarização de pessoas com deficiência. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial; Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, MEC, 2010.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

WATHIER, Jean Alexandro; FREITAS, Ana Paula de. Alfabetização e letramento do sujeito surdo: uso dos instrumentos específicos. Disponível em: https://www.usf.edu.br/ic_2016/pdf/pos/educacao/ALFABETIZACAO-E-LETRAMENTO-DO-SUJEITO-SURDO-USO-DOS-INSTRUMENTOS-ESPECIFICOS.pdf. Acesso em: 8 dez. 2021.

LACERDA, C.B.F. A prática pedagógica mediada (também) pela língua de sinais: trabalhando com sujeitos surdos. Caderno Cedes, v. 20, n. 50, p. 70-83, 2000.

OLIVEIRA, Liliane Assunção. Fundamentos históricos, biológicos e legais da surdez. Curitiba: IESDE Brasil, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 31 maio 2022.

Downloads

Publicado

30/06/2022